Inadimplência do consumidor tem alta de 10,5% no 1º tri, diz Serasa

Inadimplência do consumidor tem alta de 10,5% no 1º tri, diz Serasa

Os títulos protestados, as dívidas com os bancos e os cheques sem fundos tiveram alta de 1,9%, 3,3% e 10,1%.

A inadimplência do consumidor teve alta de 10,5% no 1º trimestre na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo pesquisa da Serasa Experian divulgada nesta segunda-feira (15).

O valor médio da inadimplência não bancária (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.) teve queda de 14,6% no primeiro trimestre. Já os títulos protestados, as dívidas com os bancos e os cheques sem fundos tiveram alta de 1,9%, 3,3% e 10,1%, respectivamente.

A inadimplência em março cresceu 3,6% na comparação com fevereiro, na primeira alta mensal de 2013. De acordo com a pesqusia, todas as modalidades de inadimplência do consumidor apresentaram alta em março.

Os cheques sem fundos tiveram o maior crescimento, com alta de 26,4%. As dívidas não bancárias tiveram alta de 2,5%. Já as dívidas com os bancos e os títulos protestados tiveram alta de 0,2% e 17,8%, respectivamente.

Segundo os economistas da Serasa Experian, as contas de início de ano, como o pagamento do IPVA e as despesas escolares, além de considerar o impacto da inflação, que reduz o poder aquisitivo da renda do trabalhador, prejudicaram o orçamento das famílias.

Fonte: UOL