Incerteza sobre ""pacote dos EUA "" derruba Bovespa

Indicador Ibovespa teve baixa de 2,86%, aos 51.540 pontos

A Bolsa de Valores de S?o Paulo teve um preg?o de perdas nesta segunda-feira (22), ap?s subir mais de 9% no ?ltimo preg?o. O ?ndice Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, terminou o dia com baixa de 2,86%, aos 51.540 pontos. O giro financeiro ficou na casa dos R$ 5,3 bilh?es.

Durante a manh?, ainda refletindo o al?vio do mercado ap?s a divulga??o do pacote de US$ 700 bilh?es dos Estados Unidos para resgatar o mercado, o indicador chegou a subir 0,72%.

De acordo com especialistas, enquanto aguardam detalhes do plano americano, os investidores j? manifestam incertezas que ele possa n?o ser suficiente para recuperar a debilitada economia mundial.

"O que tem de bom ? um est?mulo de curto prazo para por fim ao p?nico dos mercados. Mas ainda pode ter algumas surpresas negativas por aparecer. E vai ter uma desacelera??o econ?mica nos Estados Unidos e Europa, com reflexos no mundo todo", disse Andr? Querne, s?cio-diretor da Rio Gest?o de Recursos.

Outros Mercados

Na Europa, a alta do petr?leo - que sobe mais de 3% - desanimou os mercados. O ?ndice FTSEurofirst 300 caiu 2,06%, para 1.127 pontos. Entre os principais mercados, Londres caiu 1,41%, Frankfurt recuou 1,32% e Paris teve baixa de 2,34%.

Na ?sia, as principais bolsas de valores come?aram a mostrar rea??o nesta sexta-feira, e encerraram o preg?o sem sustos e em alta, ap?s as a?es coordenadas dos principais bancos centrais para colocar um ponto final na crise financeira que atormenta o mundo.

As bolsas de Hong Kong e Xangai surpreenderam com as maiores valoriza?es. O ?ndice Hang Seng da Bolsa de Hong Kong fechou em forte alta de 9,61%. A bolsa de Xangai tamb?m terminou o dia em ascens?o: 9,46%.

As demais bolsas asi?ticas tiveram desempenho m?dio, mas encerraram as sess?es em alta. O ?ndice Nikkei da Bolsa de T?quio (Jap?o) fechou em 3,75%, e seu segundo indicador, o Topix, que re?ne todos os valores da primeira se??o, subiu 4,68%.

Fonte: g1, www.g1.com.br