Indústrias de Teresina lucram com camisas personalizadas da Seleção Brasileira

Indústrias de Teresina lucram com camisas personalizadas da Seleção Brasileira

Os clientes têm a opção de fornecer às malharias o modelo da camisa que desejam ter

A Seleção Brasileira estreia amanhã na Copa do Mundo e as confecções de Teresina lucram com o grande número de camisas personalizadas em verde-amarelo encomendadas por empresas, escolas e torcidas organizadas de todos os bairros de capital, para torcer pela seleção canarinho.

Segundo Dayse Patrícia, auxiliar de escritório de uma dessas empresas na capital, o mês de junho deste ano, comparado ao de 2009, registrou pelo menos a fabricação de 8 mil peças a mais, o que representa um aumento de 70% da produção diária. ?São números que mostram bem o quanto a Copa do Mundo impulsionou o setor. Se o Brasil chegar à final do mundial, a tendência é que nossa produção mensal possa triplicar?, afirmou.

Os clientes têm a opção de fornecer às malharias o modelo da camisa que desejam ter, e a empresa fica encarregada apenas de concluir a arte do modelo encomendado. Normalmente, o prazo de entrega dos pedidos é de até 7 dias, mas com as dezenas de pedidos por conta da Copa do Mundo da África do Sul, esse período pode se estender para mais de 15 dias na empresa onde Dayse Patrícia é funcionária.

O número de pedidos varia de 30 camisas ? mínimo permitido ? e chega até 200 camisas confeccionadas, em cada remessa. Com modelos mais básicos - que custam em média R$ 10 a unidade, aos de maior qualidade - que vão de R$ 15 a R$ 20 - cada peça.

Mazé Holanda, responsável pela logística de pintura e costura das camisas de uma grande confecção da capital, revela que para atender a grande demanda de pedidos por causa da Copa do Mundo, sua empresa teve que contratar pelo menos mais de 10 trabalhadores temporários. ?Há uma produção de 10 mil peças por dia. A produção praticamente triplicou nos últimos dias. Tem modelo pra criança, baby look e o tradicional, com diversas opções em tecidos e cores. Vendemos também apenas a camisa, caso o cliente queira mandar pintá-la em outro local?, explicou.

Alternativa para conseguir entregar todos os pedidos a tempo é adotar horários alternativos para a confecção dessas camisas nos finais de semana e durante a noite, como é o caso da empresa em que a costureira Aldenira Rodrigues trabalha. Ela revela ser um prazer poder ajudar a produzir as camisas que o torcedor piauiense irá usar para torcer pela Seleção Brasileira. ?Estou trabalhando muito, mas é algo que vale a pena.

Além de poder fazer a alegria dos nossos torcedores, os trabalhos extras que surgem durante esse período rendem um dinheirinho a mais no final do mês?, explicou a costureira, que também já garantiu sua camisa personalizada com as cores da Seleção Brasileira.

Réplica da camisa oficial custa R$ 55

A procura pela camisa oficial da Seleção Brasileira nas lojas de Teresina vem aumentando a cada dia que se aproxima o primeiro jogo do Brasil na Copa do Mundo. Porém, nem todos têm condição de pagar, em média, R$ 180, preço da camisa oficial, vendida em grande parte das lojas esportivas da capital.

A saída para muitos tem sido a réplica da camisa original, que custa R$ 55,00, que possui a mesma malha da camisa oficial da seleção.

Segundo Cesariano Oliveira, empresário do ramo de confecções de material esportivo de Teresina, em sua empresa, a procura por essas camisas é intensa. A qualidade do material e principalmente o preço das camisas têm encantado àqueles que buscam por produtos de um bom custo-benefício.

?Todos os brasileiros, em período de Copa do Mundo, querem torcer pelo Brasil com sua camisa personalizada. Nós oferecemos várias opções de modelos, preços e tamanhos, para que possa se encaixar de acordo com o perfil do nosso cliente, e as réplicas da camisa oficial da seleção são as mais procuradas, por causa do preço bem mais acessível que a oficial?, afirmou o empresário. (D.B. e P.L.)











FOTOS: MAURÍCIO POKEMON

Fonte: Patrício Lima