Inflação do aluguel desacelera em alta para 0,11% na 2ª prévia do mês agosto

O indicador também mostrou leve desaceleração da alta em relação à primeira prévia de agosto, quando avançou 0,13%

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), utilizado para reajustar os contratos de aluguel, subiu 0,11% na segunda prévia de agosto, ante elevação de 0,24% no mesmo período de julho, favorecido pela desaceleração dos preços no atacado e da construção, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

O indicador também mostrou leve desaceleração da alta em relação à primeira prévia de agosto, quando avançou 0,13%. O Índice de Preços ao Produtor Amplo(IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, teve alta de 0,1% na segunda prévia de agosto, ante avanço de 0,24% em igual período de julho.

Segundo os estágios dos produtos, as matérias-primas brutas registraram queda de 1,17% na segunda prévia de agosto, após alta de 0,37% no mesmo período de julho. Já o Índice de Preços ao Consumidor, com peso de 30% no índice geral, acelerou ligeiramente a alta para 0,07%, contra variação positiva de 0,01% visto anteriormente.

Por sua vez, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que responde por 10% do IGP, registrou elevação de 0,26%, desacelerando ante alta de 0,78% na segunda apuração de julho.

Os indicadores de inflação mostraram alívio recentemente por conta principalmente dos preços de transportes e alimentos, mas a expectativa agora é de aceleração da alta conforme esses efeitos que favoreceram os preços tendem a se dissipar em agosto.

Fonte: Terra