FGV: Inflação do aluguel já sofre aumento de 0,25% em janeiro

Em janeiro, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) ficou em 0,67% em janeiro, acima do resultado de dezembro, de 0,35%.



O Índice Geral de Preços ? Mercado (IGP-M), cohecido como a inflação do aluguel, porque reajusta a maioria dos contratos imobiliários, subiu 0,25% em janeiro, após ter registrado variação negativa de 0,12% em dezembro de 2011, segundo informou, nesta segunda-feira (30), a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em 12 meses, o indicador acumula alta de 4,53%.

Usado no cálculo do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), chamado de inflação do atacado, recuou 0,07% em janeiro, ante queda de -0,48% em dezembro.

Em janeiro, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que também entra no cálculo do IGP-M, variou 0,97%, após ter subido 0,71% no mês anterior. Das sete classes de despesa que compõem o índice, três mostraram aceleração das taxas de variação, com destaque para educação, leitura e recreação (de 0,44% para 3,33%). Nesse grupo, a maior influência foi exercida pelos cursos formais, cujos preços subiram 5,50%.

Também apresentaram aceleração de preços os grupos alimentação (de 1,24% para 1,47%) e transportes (de 0,53% para 0,76%), com destaque para hortaliças e legumes (de -3,92% para 8,43%) e tarifa de ônibus urbano (de 0,00% para 1,61%).

Na contramão, registraram recuo nas taxas de variação os grupos vestuário (de 1,10% para 0,04%), saúde e cuidados pessoais (de 0,64% para 0,48%), despesas diversas (de 0,37% para 0,27%) e habitação (de 0,38% para 0,32%).

Custo da construção

Em janeiro, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) ficou em 0,67% em janeiro, acima do resultado de dezembro, de 0,35%. A alta ganhou força nas variações de preços de materiais e equipamentos (de 0,18% para 0,27%), serviços (de 0,39% para 0,68%) e mão de obra (de 0,47% para 0,98%).

Fonte: G1