Jornalista e stripper despedida por jornal quer emprego de volta

Segundo a publicação, a jornalista afirmou ter sido demitida por não informar o outro emprego em seu currículo.



A jornalista americana Sarah Tressler, demitida pelo jornal que trabalhava em março deste ano, após seus editores descobrirem por meio de um panfleto que ela fazia shows de striptease, quer conquistar seu emprego de volta, segundo publicação do site do jornal The Guardian. A jornalista, 30 anos, também dá aulas de jornalismo na University of Houston e obteve seu mestrado em jornalismo na New York University.

Segundo a publicação, a jornalista afirmou ter sido demitida por não informar o outro emprego em seu currículo, além de não assinar um contrato com cláusula moral. Ela teria afirmado que resolveu fazer stripteases para pagar uma dívida de cerca de US$ 100 mil em empréstimos, mas que agora faz para se exercitar. O trabalho de Tressler pode ser encontrado em seu blog, Diary of an Angry Stripper (Diário de uma stripper irritada).

Fonte: Terra