Juro do cheque especial é o menor da história, mas ainda está alto

Taxa média de juros do cheque para pessoa física ficou em 138% ao ano. Juro do cheque é superado somente pelo cartão de crédito, diz Anefac

A taxa média de juros do cheque especial para pessoa física permaneceu em 138% ao ano em janeiro, mesmo patamar de dezembro do ano passado e mínima histórica, segundo informações divulgadas nesta terça-feira (26) pelo Banco Central.

Apesar de estar na menor taxa da história, ainda está bem acima de outras modalidades de crédito, como do crédito pessoal, cuja taxa média de juros atingiu, em janeiro, 67,3% ao ano ? contra 66,3% ao ano em dezembro do ano passado.

No caso do crédito consignado (desconto na folha de pagamentos), a diferença é maior ainda, visto que, esta modalidade de crédito, registrou taxas de juros médias de 24,5% ao ano em janeiro de 2013 ? o mesmo patamar de dezembro do ano passado.

A taxa de juros do cheque especial foi superada somente pelo juro do cartão de crédito. Segundo levantamento feito pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). Em janeiro deste ano, segundo a Anefac, o juro do cartão de crédito pessoa física somou 192,9% ao ano ? mesmo patamar de dezembro do ano passado.

No caso do cartão de crédito, os juros passam a incidir somente quando o cliente não paga a fatura integralmente. Neste caso, ele contrata o chamado "crédito rotativo", cuja taxa de inadimplência é de cerca de um terço das operações, justamente pelas altas taxas de juros cobradas.

Fonte: G1