BC: Juros nos bancos públicos caem mais do que nos privados; veja

BC: Juros nos bancos públicos caem mais do que nos privados; veja

Segundo dados do Banco Central, as tarifas do cheque especial no Banco do Brasil (BB) e na Caixa Econômica Federal caíram 39% e 46%

Os juros nas operações de crédito nos bancos do país estão bem menores do que em janeiro deste ano. Mas o consumidor precisa ficar atento, já que as maiores quedas no período ocorreram nas instiuições públicas. Segundo dados do Banco Central, as tarifas do cheque especial no Banco do Brasil (BB) e na Caixa Econômica Federal caíram 39% e 46%, respectivamente. No Itaú Unibanco, a diminuição foi de apenas 2,7% e, no HSBC, chegou a subir 1,4%. Comparando a menor com a maior queda registrada de janeiro a outubro, a Caixa reduziu a cobrança do cheque especial 17 vezes mais do que o Itaú.

As taxas de financiamento de veículos também caíram: 34% no BB e 37% na Caixa. Nesta última, a prestação de um veículo de R$ 20 mil financiado em 12 vezes saía, em janeiro, a R$ 793,51. Hoje, o valor é de R$ 701,56, uma redução mensal para o consumidor de R$ 91,95, ou seja, R$ 3.310,20 no final.

No crediário, porém, a redução nos juros não foi tão expressiva, variando de 6,5% a 29% ? exceto na Caixa Econômica Federal, que de lá pra cá, cortou as taxas dessa modalidade de crédito em 81%: de 6,26% para 1,19% ao mês. Comparada com os juros do HSBC, os mais altos, o da CEF é 72% menor.


Juros nos bancos públicos caem até 17 vezes mais do que nos privados

Fonte: Extra