Leilão de Libra é passaporte para futuro de prosperidade, diz Dilma

Leilão de Libra é passaporte para futuro de prosperidade, diz Dilma

Dilma falou sobre o tema no programa de rádio "Café com a presidenta"

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (28), em seu programa de rádio "Café com a presidenta", que o leilão de Libra no Brasil é um grande passo para a exploração do petróleo na camada pré-sal e que ele vai render R$ 1 trilhão para o Brasil nos próximos 35 anos e ainda vai fortalecer a indústria naval brasileira.

"Com esse leilão, demos um grande passo para a exploração do petróleo no pré-sal, usando um novo modelo, chamado modelo de partilha. Nesse novo modelo, o Brasil fica com 85% do petróleo retirado do fundo do mar e pode transformar essa riqueza em educação, em saúde, em desenvolvimento e criação de empregos para o povo brasileiro", disse a presidente.

Segundo Dilma, esse modelo de partilha vai continuar nos próximos leilões do petróleo do pré-sal, já que garante um equilíbrio justo entre os "interesses do povo brasileiro, da Petrobrás e das empresas estrangeiras".

Para a presidente, o consórcio formado por empresas fortes, com tecnologia e recursos, vai permitir que o Brasil explorer com mais rapidez e eficiência a riqueza que está no fundo do mar.

"Queremos transformar essa riqueza do petróleo, que é uma riqueza finita, que um dia acaba, em uma riqueza permanente, em uma riqueza que não se esgota, que é a educação de qualidade para as nossas crianças e para os nossos jovens", completou Dilma.

Dilma ressaltou que as empresas vão precisar de muitas plataformas, gasodutos, equipamentos submarinos para poder explorar Libra e que fará exigências para a prática no país. "A nossa exigência de conteúdo nacional para Libra é que, pelo menos, 59% dos equipamentos e serviços usados na produção sejam fabricados aqui no Brasil. Por isso, mesmo antes de começar a produção de petróleo no Campo de Libra, as encomendas necessárias feitas às nossas indústrias vão gerar milhares de empregos e milhões em renda para os brasileiros", disse a presidente.

Fonte: G1