Leite adulterado sai das prateleiras dos supermercados de Teresina

Leite adulterado sai das prateleiras dos supermercados de Teresina

Na última quinta-feira, a Anvisa notificou a presença de formol em quatro marcas de leite.

Em relação ao escândalo causado pelo recolhimento do leite em caixa de diversas marcas, adulterado com água e ureia, alguns supermercados de Teresina resolveram recolher todas as unidades das marcas que possuíam irregularidade.

A medida é uma precaução a possíveis adulterações contidas em outros lotes do produto que não foram considerados impróprios para consumo.O leite da marca Italac, vendido nos supermercados de Teresina, é uma das marcas sinalizadas negativamente pela Anvisa que teve venda interrompida. Em um grande atacado da cidade, todas as unidades de leite da marca foram retiradas.

?Mesmo não tendo o lote do produto, optamos por retirar todos os lotes das prateleiras. Fizemos isso por uma questão de segurança e por preocupação com o consumidor?, destaca o supervisor administrativo Alexandre Azevedo.

A venda do leite Italac continua suspensa até a situação se normalizar, mas outros produtos da marca, como creme de leite e leite condensado, continuam a ser vendidos normalmente. Como eles possuíam composição diferenciada e não foram notificados pela Anvisa, serão comercializados sem interrupção.

Segundo Alexandre, a população não estranhou a retirada do produto. ?Teresina vive uma situação atípica, pois a população é bem informada e o cliente já chegou em nossa empresa com a informação que alguns lotes do leite eram impróprios para consumo.

Surgiram algumas dúvidas, mas procuramos esclarecê-las. Possuímos um bom canal de comunicação com o cliente e houve apenas troca de informação?, pontua o supervisor administrativo.

Entenda o caso

Na manhã da última quinta-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária notificou a presença de formol no leite das marcas Italac, Líder, Mu-Mu e Latvida.

A agência e o Ministério Público investigam a adição de água e ureia durante o transporte do leite para as fábricas. Segundo orientações da Anvisa, o formol pode causar câncer dos tipos nasofaringe, nasossinusal e leucemia quando entra em contato com a pele.

Todas as marcas foram notificadas pela Anvisa e têm o prazo de dez dias para prestarem depoimento e apresentar o laudo técnico do erro, além da retirada imediata do produto das prateleiras.

Segundo orientações do órgão, os consumidores que possuírem o lote do leite contaminado devem conservar o leite na embalagem original dentro da geladeira.

Em nota, a empresa Italac informa que o problema ocorreu no Rio Grande do Sul, durante o transporte de leite cru antes de ser industrializado. Todos os leites foram retirados e o restante dos produtos da marca continua em perfeitas condições de uso.

Fonte: Olegário Borges