Loja festeja lucro alto após mandar cliente "procurar um macho"

Loja festeja lucro alto após mandar cliente "procurar um macho"

Segundo a empresa, os clientes da marca são "politicamente incorretos" e não ligaram para a repercussão negativa do caso.

A empresa de moda e acessórios Visou, que ficou conhecida após um funcionário da empresa mandar uma cliente "procurar um macho" por fazer reclamações, afirmou via Facebook que toda a repercussão do caso trouxe um "lucro absurdo" à empresa.

Uma jornalista do blog Curiocidade, que pertence ao grupo Estadão, entrou em contato com a loja e recebeu como resposta uma mensagem pedindo à repórter que continue com a divulgação do caso.

Segundo a empresa, os clientes da marca são "politicamente incorretos" e não ligaram para a repercussão negativa do caso envolvendo a cliente ofendida.


Loja festeja lucro alto após mandar cliente

"Continue assim, já estamos com um lucro absurdo, tudo com a sua ajuda", diz a mensagem da empresa. "Isso que aconteceu só serviu para nos trazer mais e mais clientes."

Nas mensagens, a empresa incita a repórter a continuar com a divulgação e a chama de "escrava".

A reportagem entrou em contato com a empresa pelo perfil no Facebook --a Visou não disponibilizou telefone--, mas ainda não obteve resposta.

No começo de setembro, um funcionário da empresa de acessórios Visou foi obrigado a fazer uma retratação pública por ofender, via rede social, uma consumidora que não recebeu a compra que fez e resolveu reclamar com o perfil da loja na rede social Facebook.

A loja diz que demitiu o funcionário após o ocorrido.

Por meio do perfil da companhia na rede social, ele chamou a cliente de "mimada" e de "comunistazinha de m*" e a mandou "procurar um macho".

A companhia, depois, divulgou uma retratação pública em sua página, assinada pelo funcionário.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br