Lojas do centro comercial adiam preparativos para vendas de Natal em Teresina

Lojas do centro comercial adiam preparativos para vendas de Natal em Teresina

Os lojistas do Centro Comercial de Teresina, que neste mesmo período do ano passado estavam com tudo pronto para as vendas de Natal, temem que a situação financeira do Estado influencie de forma negat

A um mês do Natal, data com as melhores vendas do ano, os lojistas de Teresina ainda estão finalizando os preparativos para atrair os clientes. Muitos estabelecimentos estão sem ou terminando suas decorações natalinas e as novas mercadorias estão chegando.

No mesmo período do ano passado, o comércio estava com as vendas aquecidas e as ruas movimentadas. A situação econômica do Estado é um dos principais motivos apontados pelos lojistas para o desânimo da classe.

Para Ana Patrícia Paiva, gerente de uma loja de moda, os clientes ainda não entraram no clima natalino, fator que a desanimou para começar as promoções e decorações da data.

“Essa semana que vamos iniciar esses trabalhos, demoramos porque notamos que a população ainda não percebeu que estamos perto do Natal.

Acredito que isso esteja acontecendo pelo fato do atraso do 13º salário, por isso as pessoas ainda não estão podendo comprar, como também é reflexo da crise que o Estado está passando”, afirma.

Apesar dos preparativos tardios, os comerciantes estão confiantes do crescimento das vendas em 2014. Por isso, eles estão planejando estratégias para atrair os clientes, como dar facilidade de crédito ou mesmo diversificar nos produtos com preços acessíveis.

Um meio que Ana Patrícia vai começar a utilizar essa semana é o próprio cartão de crédito de sua loja, dessa forma os compradores poderão parcelar as compras com facilidade.

Os empresários investiram alto no Natal deste ano, na loja em que o gerente José Francisco Alves trabalha, aplicou- se o dobro do valor investido em 2013 na aquisição de novas mercadorias. Como o setor de confecção é o mais procurado na data, o gerente afirma que as promoções que eles realizarão serão o diferencial da loja.

“Nosso carro chefe são os produtos de cama, mesa, tecido e confecção. Como existem muitas lojas desse tipo aqui no Centro, iremos apostar nas promoções, tanto de descontos como de conjuntos”, revela.

Inspirados na data das maiores promoções mundiais, algumas lojas do Piauí também entraram na Black Friday e oferecerão descontos de até 70% nos produtos de eletroeletrônicos.

De acordo com o gerente Bernardo Costa Melo, a loja em que trabalha decidiu entrar no festival de ofertas para aquecer as vendas antes do Natal e esperam ter bom retorno.

Contratações temporárias devem aumentar este ano

O número de contratações temporárias deve aumentar 20% em relação ao ano passado, segundo estatística da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) informada em outubro. Mas esse crescimento ainda é visto timidamente pelos lojistas que ainda estão fechando o quadro de funcionários temporários essa semana.

A concentração das contratações de temporários será, principalmente, nas lojas de confecção. Para o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas), Luiz Antônio Teixeira Veloso, o final de ano é uma época de renovação de pessoal nas pequenas e grandes empresas, principalmente de substituição de funcionários que não são tão produtivos ou estão desmotivados.

Vale lembrar que mesmo sendo contratado por um determinado período de tempo, o funcionário temporário possui os mesmos direitos e benefícios que um funcionário contratado pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), como o registro em carteira na condição de temporário, remuneração

equivalente ao dos empregados da mesma categoria na empresa tomadora, férias proporcionais, em caso de dispensa sem justa causa ou término normal do contrato de trabalho temporário, um terço de férias, 13° salário, FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço); e o período conta para a aposentadoria.
           

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Djalma Batista e Rhauan Macedo