Lucro da Eletrobras mais que dobra em 2010, para R$ 2,25 bi

Em 2009, ganhos haviam sido de R$ 911 milhões

O holding Eletrobras registrou em 2010 lucro líquido consolidado de R$ 2,25 bilhões, mais que o dobro dos R$ 911 milhões em 2009.

A estatal tinha adiado por duas vezes a divulgação do balanço de 2010, primeiro do final de março para abril e então para 12 de maio. O demonstrativo do resultado foi enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) apenas nesta sexta-feira.

Por conta da mudança para o padrão contábil internacional IFRS, a Eletrobras não divulgará os números referentes apenas ao quarto trimestre do ano passado, segundo a assessoria de imprensa da companhia.

O crescimento do lucro líquido foi possível graças à melhora do resultado financeiro, que foi negativo em R$ 364 milhões em 2010, depois da despesa financeira líquida de R$ 3,6 bilhões no exercício anterior.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) das controladas da Eletrobras em 2010 totalizou R$ 4,9 bilhões, alta de 0,9%. Excluindo a geração de caixa negativa das distribuidoras de R$ 789 milhões, o Ebitda anual teria crescido 26,2%.

A receita operacional líquida somou R$ 27,4 bilhões em 2010, 11% acima de 2009.

A geração respondeu por 69% da receita líquida, seguida pela transmissão, com 19%, e distribuição, com 10%. Outros negócios representaram 2% do faturamento.

No ano passado, a Eletrobras investiu R$ 5,3 bilhões, alta de 1,7% sobre 2009.

Os maiores desembolsos ocorreram em geração, com R$ 2,8 bilhões, crescimento de 7,4%. Mas o maior crescimento percentual foi observado em distribuição, com avanço de 58,7%, para R$ 822 milhões. Os investimentos em transmissão, contudo, mostraram retração de 28,4%, para R$ 1,25 bilhão.

A companhia encerrou 2010 com dívida líquida de R$ 23,9 bilhões, acima dos R$ 20,9 bilhões em dezembro de 2009.

Os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2011 da Eletrobras deverão ser divulgados apenas em 13 de junho.

Fonte: IG