Lucro do BNDES pode ultrapassar R$ 4 bi

Coutinho diz que emissão da BNDESPar não tem como objetivo gerar caixa

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, disse nesta segunda-feira (30) que o lucro do banco em 2009 pode ultrapassar os R$ 4 bilhões. Embora o lucro em 2008 tenha sido de R$ 5,3 bilhões, Coutinho afirmou que o resultado do banco este ano será "um pouquinho menor" do que o do ano passado.

"Ainda não posso falar, falta um mês para o banco terminar o ano, mas estamos certos de R$ 4 bilhões. Pode ser que a gente ultrapasse isso", disse Coutinho, ressaltando que dava "números imprecisos". O presidente do BNDES afirmou também que a emissão de debêntures (títulos de renda fixa emitidos por sociedade anônima para tomar empréstimo no mercado) da BNDESPar, de R$ 1 bilhão, vai ajudar a estimular o mercado de capitais no país.

Para ele, as empresas poderão encontrar na emissão uma referência para utilizar as debêntures como uma forma de financiamento. Isso, na prática, ajudaria a diminuir a demanda de recursos a serem disponibilizados pelo banco. "A oferta de debêntures é importante porque as do BNDES são de referência, têm prazo longo e ajudam a formar os juros das debêntures do setor privado", disse Coutinho.

O presidente ressaltou ainda que a emissão da BNDESPar não tem como objetivo gerar caixa para o banco. Segundo ele, a intenção é mesmo incentivar o mercado de capitais. Ele afirmou que a oferta é pequena, e isso demonstra claramente este objetivo. Coutinho assinou no início da tarde um convênio com a Fundação Oswaldo Cruz, Fiocruz, que aumentará a participação do banco nos projetos da instituição.

O BNDES já aplicou este ano R$ 30 milhões do Funtec, a fundo perdido, nos projetos da Fiocruz. Os recursos da Funtec vêm de uma fração de 0,5% do lucro do banco.

Fonte: g1, www.g1.com.br