Marinha investiga as causas de um acidente com plataforma da Petrobras

Um inquérito sobre as circunstâncias do acidente foi aberto pela Marinha e deve ser concluído em até 90 dias.

A Marinha do Brasil e a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) anunciaram nesta sexta-feira, por meio de nota, que estão investigando as causas do acidente com a plataforma da Petrobras no litoral fluminense, que ocorreu na madrugada de hoje. Um inquérito sobre as circunstâncias do acidente foi aberto pela Marinha e deve ser concluído em até 90 dias.

Uma equipe de inspetores navais e auditores técnicos foram enviados a bordo da sonda, que é operada pela Noble, para acompanhar as investigações e medidas corretivas de segurança em andamento. Também foram enviados para a área da plataforma o navio de patrulha ?Apa? e um helicóptero MH-16 Sea Hawk.

Por medida cautelar, a ANP interditou a SS-53 até que sejam reestabelecidas as condições regulamentares de segurança operacional, de acordo com informações da nota. A SS-53 estava em operação no momento do incidente, mas o poço permanece fechado com tampões de cimento, não havendo risco de vazamento ou indícios de poluição.

Fonte: Terra