Mercado comercial de Teresina se prepara para vendas do Natal 2012

O Mercado Central já está preparado para receber os teresinenses que desejam comprar os enfeites natalinos para as festas do final de ano

Com a proximidade das festas de final de ano, principalmente o Natal, quem também se prepara para as vendas são os artesãos do Mercado Central de Teresina. Indo ao local, já podem ser vistos diversos artigos para decoração, e entre eles estão os mais comuns como, árvores, bolas coloridas confeccionadas com cipós, guirlandas e até presépios.

No estande da artesã Jeiel Barros, por exemplo, os produtos já estão expostos desde outubro. ?Já comecei a restaurar algumas peças do ano passado, mas também, já estou com o estoque pronto de árvores bases, bolas de cipó e barbantes. Já pretendo ainda está terminando a confecção dos presépios, pois eles também são procurados este período?, ressalta a artesã do local.

Apesar dos produtos artesanais serem um pouco mais caros que os convencionais, o período sempre proporciona aos artesãos maior lucratividade. ?Neste período é normal lucrarmos 70% ou 80% a mais do que apuramos em dias normais ou em meses que não tem festividades como agosto e setembro?, comenta Jeiel Barros.

Nesta época, além dos consumidores diretos, grandes empresas também investem na compra dos produtos. Segundo Jeiel, nos meses de outubro e novembro, a maioria dos clientes são as empresas, instituições ou escolas, já no início de dezembro, o atendimento é mais voltado ao público de casa que deseja decorar seu espaço.

A artesã Francisca Soares, que ainda não comemorou muito com suas vendas, também já estava tirando da caixa novos artigos para decoração. Francisca está apostando na saída das guirlandas e das bolinhas coloridas este período. ?Nesta época, a maioria de nossas vendas são também para escolas e órgãos públicos ou para as ocasiões de ceia e festas de aniversário?, declara.

Procura por produtos ainda é pequena

Apesar de já estarem preparados para a data natalina, os artesãos, não registraram grande procura pelos artigos até o momento. De acordo com Jeiel Barros, uma maior saída dos produtos sempre acontece um ou dois meses antes do período natalino. A artesã atribui isto, a um momento fraco do comércio.

Para Francisca Soares, a realidade é a mesma. ?Ainda continuamos a vender bem, mas se comparado a outros anos, estamos perdendo um pouco este período. A procura ainda não se intensificou, pois as lojas de importados no centro tem mais produtos, além das peças serem mais em conta?, explica a artesã.

A vendedora Irislene da Cruz, também não se diz tão satisfeita com este começo de mês, mas afirma está esperançosa. ?Acredito que a procura ainda deve aumentar, pois este ano contamos com artigos para decorações diversificadas, dentre eles estão também os anjos?, esclarece a vendedora no setor de Artesanato.

Fonte: Erica Maciel paz e Thauana Cavalcante