Mercado da estética: empreendedorismo que cresce em Teresina

Apostar em clínicas de estética requer não apenas ter dinheiro para montar um espaço adequado e em boas condições de funcionamento, mas, principalmente, ter qualidade nos serviços oferecidos

O empreendedorismo no ramo de estética no Piauí e, mais especificamente em Teresina, tem crescido bastante. A cada dia surge um novo espaço, destinado a cuidar da beleza. A tecnologia, com aparelhos cada vez mais sofisticados, para tratamentos estéticos, aliada à grande variedade de produtos lançados a todo instante no mercado, contribui para atrair não só o público feminino, mas também o público masculino. Este último, antes muito tímido na busca por procedimentos estéticos, hoje tem boa aceitação e participação no mercado.

Mercado estético

Investir em clínicas de estética requer não apenas ter dinheiro para montar um espaço adequado e em boas condições de funcionamento, mas, principalmente, ter qualidade nos serviços oferecidos. E para se fixar no mercado é preciso profissionais qualificados e atualizados, segundo a administradora e esteticista Dirce Arcoverde Nogueira, que trabalha no ramo de estética, em Teresina, há 14 anos.

A esteticista diz também que o mais difícil, hoje, é encontrar profissionais preparados, ou seja, não só capacitados, mas, principalmente, que saibam manter um bom relacionamento interpessoal. No caso do espaço de trabalho da empresária Dirce Arcoverde, existe um diferencial, que consiste em todos os 15 funcionários serem assistidos, quinzenalmente, por um psicólogo. “O psicólogo faz um trabalho de relacionamento interpessoal, para aprendermos como lidar com os clientes e também a trabalhar o relacionamento entre os próprios funcionários”, explica.

Outro ponto importante, apontado pela administradora e esteticista, para o crescimento do investimento de uma clínica estética, é o fator higienização. O rigor com os cuidados do material utilizado é fundamental para atrair e manter a clientela. “O mercado teresinense é muito exigente e antenado. As pessoas buscam, cada vez mais, equipamentos modernos e cosméticos de última geração. Hoje, não só o público da classe alta, procura tratamentos estéticos, mas também pessoas da classe média, e todas elas são bem informadas, a maioria pelas redes sociais.

Precisamos nos cercar de todos os cuidados na higienização, ter profissionais qualificados e atenciosos e estarmos sempre em busca de novos equipamentos, produtos e cursos específicos, para oferecermos melhores serviços e bom atendimento”, comenta Dirce Arcoverde.

Rede Feminina a serviço de mulheres mastectomizadas

A esteticista Dirce Arcoverde faz um trabalho voluntário, em parceria com a Rede Feminina de Combate ao Câncer, em Teresina. Nesse caso, não se trata de um negócio rentável, em termos de valor comercial, mas rentável no que se refere à autoestima de mulheres que passaram pelo procedimento da mastectomia (Mastectomia é o nome dado à cirurgia de remoção completa da mama e consiste em um dos tratamentos cirúrgicos para o câncer de mama). Na maioria dos casos é feita a construção mamária.

O procedimento é feito também com mulheres que se submeteram a cirurgias plásticas para redução de mamas ou de cirurgias mamárias, em que ficam cicatrizes. No caso de mulheres atendidas pela Rede Feminina de Combate ao Câncer e que foram submetidas à construção mamária, elas são atendidas por Dirce Arcoverde, às quartas-feiras.

“São cerca de duas a três mulheres, da Rede Feminina, atendidas toda semana. São mulheres cada vez mais jovens e que se submetem à mastectomia. Realizamos, então, a micropigmentação aureolomamilar, onde é usado um jogo de traçado, tipo 3D, como se fosse a construção do mamilo”, explica a esteticista, acrescentando que o procedimento é indolor.

A busca pela saúde em primeiro lugar

A maior procura em Teresina, por tratamentos estéticos, segundo a adminstradora Dirce Arcoverde, é por rejuvenescimento e gordura localizada. A maioria das pessoas, hoje, recorre aos procedimentos estéticos, não mais somente pela vaidade, mas, principalmente, para ter melhor saúde.

“As pessoas estão se cuidando mais. Elas querem não só ficar mais bonitas, mas também buscam melhorar a saúde, a autoestima e ficar bem consigo mesmas. E é isso o que tem contribuído, também, para o aumento de clínicas especializadas no assunto, não só no Piauí, mas em muitos outros lugares no mundo”.

Elas diz ainda que outro fator preponderante, para atrair os clientes, são as facilidades no pagamento dos vários tratamentos estéticos. Uma observação feita pela esteticista é em relação ao aumento da procura de pessoas jovens e da terceira idade, nos últimos dez e/ou cinco anos.

Fonte: Lindalva Miranda