Mercado eleva previsões para preços e PIB

Previsão de expansão passou para 5,52%; inflação teve 11ª revisão seguida para cima

Os economistas elevaram mais uma vez suas expectativas de aumento dos preços e para o PIB (Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas por um país), segundo o relatório Focus, elaborado pelo Banco Central com base em consultas ao mercado. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira (5). Para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), o índice oficial de inflação - observado pelo Banco Central estabelecer a meta para o ano -, a previsão agora é de 5,18%, contra 5,16% na divulgação anterior. Foi a 11ª elevação consecutiva nas expectativas para esse índice. A meta de inflação é de 4,5%, com variação de dois pontos para cima ou para baixo. Para o PIB, a expectativa agora é de crescimento de 5,52%, praticamente a mesma vista na edição anterior, que mostrava previsão de 5,51%. Outros índices Para o IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), elaborado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) e usado na correção de contratos de aluguel, a previsão é de alta de 6,80%, contra alta de 6,54% na projeção anterior. No ano passado o indicador teve queda de 1,43% - primeiro resultado negativo desde que foi instituído, em 1944. Para o IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna) a previsão agora é de alta de 7,14%, contra 6,82% no boletim anterior. O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), por sua vez, deve registrar alta de 5,41% neste ano, mesma previsão da divulgação anterior.

Fonte: r7