Mercado elevam previsão de crescimento do PIB

Dado mostra revisão em relação à semana passada, quando a estimativa era de 7,09%

A expectativa do mercado para a economia brasileira neste ano é de um crescimento de 7,34%, segundo o boletim Focus, documento semanal elaborado pelo Banco Central a partir de consultas a economistas e especialistas, e divulgado nesta segunda-feira (6). O dado representa uma revisão acentuada para cima em relação à estimativa divulgada na semana passada, de expansão de 7,09%.

A estimativa para o PIB (Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas por um país) tem sofrido revisões para baixo nas últimas semanas. No início de julho a previsão chegou a 7,20%, e desde então tem sido revista para baixo.

Com o dado de hoje, a expectativa volta a se aproximar da marca atingida em 1986, de crescimento de 7,5%, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Na sexta-feira (3) o IBGE informou que o Brasil teve o melhor desempenho para um primeiro semestre desde 1996. O PIB avançou 8,9% entre janeiro e junho, na comparação com o mesmo período de 2009, e bateu o recorde histórico nesse tipo de comparação.

O PIB mede o desempenho da economia. O indicador é um dos principais para um país e representa a soma das riquezas geradas pelos diversos setores - indústria, comércio, serviços e agrícola. Ele é calculado trimestralmente pelo IBGE e quando aponta geração de riqueza inferior à observada no levantamento anterior, indica retração econômica. A recessão técnica é observada quando o movimento de queda ocorre por dois trimestres consecutivos.

Quando a economia de um país cresce, as empresas fazem mais investimentos, são gerados mais empregos, aumenta a renda disponível e as pessoas consomem mais.

Fonte: R7, www.r7.com