Mercado prevê crescimento de 5,81%

Dado mostra 5ª elevação na previsão para PIB; para inflação oficial expectativa diminui

Os economistas elevaram suas expectativas de aumento para o PIB (Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas por um país) para 5,81%, segundo o relatório Focus, elaborado pelo Banco Central com base em consultas ao mercado; o relatório anterior mostrava uma expectativa de 5,60%. Trata-se da quinta elevação consecutiva na previsão para o desempenho da economia brasileira neste ano. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira (19).

No último dia 15 o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgou um estudo no qual prevê que a economia brasileira crescerá de 5,5% a 6,5% neste ano e conseguirá manter a inflação próxima do centro da meta perseguido pelo Banco Central, de 4,5%.

Para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que controla a meta de inflação do Banco Central, a expectativa dos economistas é que fique em 5,18%, abaixo dos 5,29% previstos no documento anterior.

Para o IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), índice que corrige contratos de aluguel, a previsão agora é que fique em 7,99%, contra 7,69% no relatório anterior.

Já o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), que avalia os movimentos de preços na cidade de São Paulo, deve ficar em 5,45%, acima dos 5,39% vistos na divulgação anterior.

Fonte: R7, www.r7.com