Dólar em alta não afeta aumento de gastos de brasileiro no exterior

Dólar em alta não afeta aumento de gastos de brasileiro no exterior

Dólar em alta não afeta aumento de gastos de brasileiro no exterior

Mesmo com a alta do dólar, os gastos de brasileiros no exterior foram recorde para o mês de julho, desde 2011. As despesas totalizaram US$ 2,214 bilhões, contra US$ 2,010 bilhões em julho de 2012 e US$ 2,235 bilhões no mesmo mês de 2011. Os dados foram divulgados hoje (23) pelo Banco Central (BC).

Apesar de as despesas terem crescido 14,3% entre julho deste ano e o mesmo mês do ano passado, o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, disse que há um processo de redução do ritmo de expansão desses gastos. Maciel destacou, no entanto, que essa redução ainda é lenta.

Segundo ele, até o dia 21 de julho essas despesas ficaram em US$ 1,425 bilhão. A projeção para o mês, considerando a média diária de gastos, é US$ 1,542 bilhão. Se comparado com o resultado de agosto do ano passado, a expansão para o mês ficará em 11,7%.

De janeiro a julho, essas despesas chegaram a US$ 14,542 bilhões, contra US$ 12,712 bilhões nos sete primeiros meses de 2012.

Já as receitas de estrangeiros no país ficaram em US$ 539 milhões, em julho, contra US$ 546 milhões no mesmo mês de 2012. De janeiro a julho, essas receitas chegaram a US$ 4,019 bilhões contra US$ 4,017 bilhões nos sete meses do ano passado.

Nos dados preliminares deste mês, até o dia 21, essas receitas ficaram em US$ 372 milhões.

Com esses resultados, o déficit na conta de viagens internacionais (despesas de brasileiros no exterior menos receitas de estrangeiros no Brasil) ficou em US$ 1,674 bilhão em julho e em US$ 10,523 bilhões nos sete meses do ano, contra US$ 8,695 bilhões no mesmo período de 2012.

Fonte: Agência Brasil