Meta do Minha Casa é encerrar o ano de 2009 em 400 mil unidades, afirma ministro

Relatório mostrou que 89 mil moradias estão em fase de construção.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse nesta sexta-feira (16) que o governo vai cumprir a meta de encerrar o ano com 400 mil unidades contratadas no programa "Minha Casa, Minha Vida".

"Nossa previsão é encerrar o ano de 2009 em 400 mil unidades, ou seja, 40% da meta de 1 milhão de moradias estará contratada até o final de dezembro", afirmou.Segundo Bernardo, haverá tempo hábil para chegar a este número nos dois meses e meio que restam para o fim do ano. "Temos 350 mil pedidos já protocolados na Caixa e o prazo médio de análise desses pedidos é de 45 dias.

É de se supor que boa parte disso, se não a totalidade, vai estar deferida até o fim do ano. Temos outros pedidos entrando", declarou. O ministro diz prever que a Caixa receba entre 600 mil e 700 mil pedidos até o fim de 2009. Um balanço elaborado pelo governo, no entanto, ao qual o G1 teve acesso, mostrou que o programa de habitação completou seis meses no último dia 13 - data do início das operações comerciais do programa - com apenas 8,9% de casas encaminhadas para construção.

De acordo com o documento, 89,3 mil casas tiveram a construção contratada pelo governo junto às construtoras. Atualizados em 5 de outubro, os dados mostram que a Caixa já recebeu 1.856 propostas de financiamentos. Essas medidas prevêem a construção de aproximadamente 355 mil habitações.

O ministro disse que a greve dos bancários da Caixa não deve atrapalhar o cumprimento da meta. "Está funcionando do mesmo jeito. As pessoas estão protocolando os pedidos e os engenheiros estão fazendo as análises. Temos parte do serviço de análise que é terceirizada.", disse. Segundo Bernardo, 80% da meta do programa de construir 1 milhão de moradias será cumprida até 30 de junho.

Fonte: g1, www.g1.com.br