Metade dos brasileiros dará presente de R$ 10 a R$ 30 neste Natal

Metade dos brasileiros dará presente de R$ 10 a R$ 30 neste Natal

Em 2011, a média de gasto com os presentes foi entre R$ 50 e R$ 99

No Natal deste ano os brasileiros querem economizar dando presentes de menor valor, mas mantendo o número de lembranças dadas, segundo uma pesquisa da Deloitte. O gasto médio por presente deve cair para entre R$ 10 e R$ 30, contra de R$ 50 e R$ 99 gastos, em média, no Natal passado. No entanto, o número de presentes que cada consumidor quer dar deve se manter em cinco.

Os presentes mais caros vão ser dados aos maridos ou mulheres e, depois, aos filhos.

Também em busca de fazer economia, 55% disseram que farão pesquisa de preços antes de comprar os presentes, o que a Deloitte viu como ?contradição com o conhecido otimismo e o pensamento imediatista do brasileiro?. ?É um sinal de que vêm amadurecendo na forma de gastar e pensando mais em longo prazo. Querem também economizar e estão mudando os tipos de gastos e buscando mais informações sobre os produtos e lojas?, avalia Reynaldo Saad, sócio-líder para o atendimento às empresas do setor varejista da Deloitte.

Compras online

A internet será usada para comprar presentes de Natal por 70% dos consumidores pesquisados, mas as lojas de departamento e shopping ainda representam os principais canais de venda para as compras de final de ano, especialmente para as classes A, B e C. Os jovens, entre 18 e 29 anos, são os que mais pretendem fazer compras online: 55% contra 46% na faixa de 45 a 60 anos.

Compras por meios móveis como tablets celular serão feitas por 37% dos consumidores que responderam a pesquisa. ?Esse comportamento é diferente do ano anterior, quando esses equipamentos eram bem menos utilizados. Além disso, 22% dos consumidores utilizarão as redes sociais como parte do processo de compra. Isso indica que o brasileiro vem adquirindo hábitos de consumo mais próximos de países onde a mobilidade é muito mais comum, como Estados Unidos?, acredita Saad.

A maioria dos entrevistados, 46%, deve fazer as compras na primeira semana de dezembro, que coincide com o recebimento do 13º salário. Aparelhos eletrônicos, tablets, celulares e computadores são os itens mais desejados pelos consumidores (39%), ao passo que estes mesmos itens serão comprados por apenas 26% deles. Entretanto, os itens que devem ser mais comprados são: roupas (80%); sapatos (49%); cosméticos, perfumes e cuidados pessoais (46%).

Os resultados são parte da ?Pesquisa de Natal 2012- Intenções e expectativas do consumidor brasileiro?, que entrevistou 750 consumidores durante o mês de novembro.

Entre os respondentes, 53% são do sexo feminino e 47% do masculino. Em relação à renda, 5% ganham até R$ 650, 21% entre R$ 671 e R$ 1.300; 24% ganham entre R$ 1.301 e R$ 2.500; e 25% ganham entre R$ 1.250 e R$ 4.000; e 10% entre R$ 5.401 e R$ 8.000.

Fonte: G1