Ministério do Trabalho inclui cerca de 91 empregadores na lista do trabalho escravo

No cadastro, foram incluídos 91 nomes de empregadores flagrados mantendo trabalhadores em condições análogas às de escravo.


Ministério inclui 91 empregadores na lista do trabalho escravo

O Ministério do Trabalho e Emprego atualizou nesta terça-feira (1º) o cadastro de empregadores flagrados explorando mão de obra análoga à escrava no País. No cadastro, foram incluídos 91 nomes de empregadores flagrados mantendo trabalhadores em condições análogas às de escravo.

Além disso, 48 empregadores foram excluídos do cadastro conhecido como ?Lista Suja?, em cumprimento a requisitos administrativos. Com a atualização, o documento passa a conter 609 infratores, entre pessoas físicas e jurídicas com atuação no meio rural e urbano.

Desse total, o Estado do Pará apresenta o maior número de empregadores inscritos na lista, totalizando cerca de 27%, seguido por Minas Gerais com 11%, Mato Grosso com 9% e Goiás com 8%.

Fonte: r7