Motéis viram opções econômicas para hospedar torcedores na Copa

Motéis viram opções econômicas para hospedar torcedores na Copa

Proprietários se planejam para retirar apetrechos e mobiliário erótico

Os motéis, templos das paixões, estão se preparando para receber outro tipo de amantes. Em clima de Copa de Mundo, estabelecimentos estão fazendo ajustes para hospedar os apaixonados pelo futebol. Para aproveitar esse filão e aumentar o faturamento, vale tudo. Alguns proprietários estão se planejando para retirar os apetrechos e o mobiliário erótico para receber os turistas e até famílias inteiras. Em vez de luxúria, luxo para agradar aos torcedores. Os quadros com casais em poses sensuais dão lugar às paisagens.

E as crianças não precisam ficar de fora: não há qualquer impedimento legal para a presença delas, porque os motéis dentro da área urbana têm alvarás de hotéis. Acompanhadas dos pais, também poderão se hospedar mediante a apresentação de documentos. Algumas suítes destinadas a satisfazer fetiche de casais poderão ganhar um toque de parque temático. Um exemplo é a suíte medieval do Shalimar, que fica na Avenida Niemeyer. A decoração inclui espadas e até uma espécie de trono, com correntes ao redor.

Dispostos a mudar características que diferenciam os motéis dos hotéis tradicionais, alguns proprietários estão usando a criatividade. A parte mais difícil da adaptação, no entanto, é abrir mão do tradicional espelho no teto.

? Não dá para tirar. Seria uma obra grande e, depois da Copa, teríamos que recolocar. Algumas pessoas, principalmente as mulheres, não abrem mão desse diferencial ? disse Luiz Felipe Mendonça, proprietário do Te Adoro, que fica na Rua Teodoro da Silva, em Vila Isabel.

Maracanã a poucos metros

Com localização privilegiada, o motel, próximo ao Maracanã, tem recebido telefonemas de interessados na hospedagem e nos preços, que tem atraído os turistas. Os valores dos períodos, geralmente de 12 horas, são melhores que os dos hotéis tradicionais.

Além do ambiente mais luxuoso, os motéis oferecem na maioria das suítes sauna, piscina e banheiras de hidromassagem. Itens que podem ajudar o torcedor a relaxar. Outra vantagem é que a cozinha funciona durante 24 horas com cardápio completo, diferentemente dos hotéis.

O Guia de Motéis, em parceria com a Associação Brasileira de Motéis (ABMotéis), listou uma série de estabelecimentos no país. No Rio, os motéis Detalhes, Shelton, Letom, De Maio e L?amour também estão credenciados no programa e se preparam pra receber os hóspedes.

Antônio Cerqueira, proprietário do Shalimar, próximo ao Morro do Vidigal, fez várias adaptações visando a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. A suíte Copacabana, uma triplex com duas camas, piscina, hidromassagem, saunas secas e a vapor, barra de pole dance e pista de dança, tinha paredes cobertas de camurça vermelha e tapetes felpudos na mesma cor. Agora, recebeu decoração mais clean e até armários ? tipo de móvel considerado completamente desnecessário em motéis. Os espelhos do teto foram retirados, mas os das paredes permanecem. A suíte ainda pode receber camas extras.

? Resolvi redecorar também, porque hoje em dia a maioria dos casais não exige uma decoração tão característica ? disse Cerqueira.

O empresário está de olho também em outro tipo de cliente. Segundo ele, tem aumentado o número de executivos que vêm ao Rio a trabalho e preferem se hospedar sozinhos em motéis:

? O executivo trabalha o dia inteiro e quer apenas descansar. Aqui, em vez de uma diária inteira, ele tem a opção de pagar por um período. A vantagem é poder ter todo o conforto e comodidade.

As mudanças no Shalimar são graduais e ainda existem suítes com decoração medieval. Cerqueira justifica dizendo que ainda há quem goste de manter o clima de fantasia. Quanto à convivência entre os clientes tradicionais dos motéis e os que vão se hospedar durante os grandes eventos na cidade, ele não vê problemas:

? Casais não circulam nos corredores e não está explícito na cara de quem entra num hotel ou motel a sua intenção.

Fonte: OGlobo