MP investigará se houve crime no banco Panamericano

Banco do Grupo Silvio Santos recebeu aporte de R$ 2,5 bi de fundo

O Ministério Público Federal no Estado de São Paulo informou nesta sexta-feira (12) que instaurou procedimento investigatório criminal para apurar eventuais crimes relacionados com o Banco Panamericano, instituição financeira que recebeu um aporte de R$ 2,5 bilhões do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) nesta semana após serem detectadas "inconsistências contábeis" em seu balanço.

Além disso, o MP vai acompanhar a fiscalização do Banco Central (Bacen) sobre a instituição financeira. Na véspera, o diretor de Fiscalização do Banco Central, Alvir Hoffmann, afirmou no Congresso Nacional, que vê "indícios de crime" no Banco Panamericano.

Ainda de acordo com o MP, os procuradores da República Rodrigo Fraga Leandro de Figueiredo e Anamara Osório Silva são os responsáveis pela condução das investigações.

Fonte: g1, www.g1.com.br