Negócios recebem R$ 178 milhões no Piauí

No Piauí, o programa CrediAmigo, criado para estimular os micro e pequenos empresários, já injetou este ano recursos que estão fazendo toda diferença.

?O importante não é dar o peixe, mas sim ensinar a pescar?. E quando, além de dar o peixe, também se ensina a pescar? Pois esse é exatamente o objetivo do microcrédito produtivo orientado para micro e pequenos empresários pelo programa CrediAmigo, com gestão do Banco do Nordeste. As taxas de juros vão de 0,64% a 1,20%, uma das mais baixas do mercado e a intenção é baixar ainda mais, garante o gerente do banco, João da Cruz. O beneficiário tem até 36 meses para pagar o empréstimo.

Os números do programa impressionam. Só no Piauí o banco já investiu um acumulado de mais de R$ 1,170 bilhão nesses 14 anos de existência. Somente nesse início de 2012 já foram injetados em pequenos negócios mais de R$ 178 milhões em 125 mil operações em todo o Estado.

?O dinheiro é apenas uma etapa, o importante é a assessoria que o Banco disponibiliza aos clientes. São oferecidos vários cursos de capacitação com material exclusivo e de fácil entendimento, prestamos toda uma educação empresarial aos clientes. Não queremos apenas emprestar e receber o dinheiro, mas também evitar a mortalidade da empresa e também evasão de muitos nordestinos para fora de seu Estado?, explica João da Cruz de Lima, gerente estadual de Microfinanças do banco no Piauí.

O benefício é destinado ao microempreendedor da zona urbana, o valor disponível vai de R$ 100,00 a R$ 15 mil. Os negócios mais beneficiados são os do setor de comércio, a venda de confecções é a principal área, cerca de 60% dos empréstimos. Isso faz das mulheres as maiores clientes do CrediAmigo.

?64% dos clientes são do sexo feminino, elas veem no CrediAmigo uma oportunidade que não encontravam em outros lugares. Além de ótimas clientes, são muito responsáveis no pagamento, isso gera uma inadimplência muito pequena, de apenas 0,9%?.

Em 2011 o Banco colocou na economia do Piauí mais de R$ 330 milhões, para este ano de 2012 o BNB pretende investir R$ 500 milhões.

?Pretendemos atingir um crescimento de 40% em relação a 2011 e já estamos com 30% dessa meta atingida. Nosso estado hoje está em primeiro lugar em concessões do CrediAmigo no Brasil, temos no Piauí cerca de 135 mil clientes ativos?, afirma João da Cruz. Criando em 1998, o programa, hoje, além de atender a toda à região Nordeste ainda contempla o Norte de Minas, Belo Horizonte, Brasília e Rio de Janeiro.

Fonte: DJALMA BATISTA E IVANA MACHADO