Nenhum interessado comparece ao leilão da VarigLog hoje em SP

O leilão envolveu as marcas, os ativos, terrenos e a concessão da empresa nos aeroportos brasileiros

O leilão de marcas, de concessão de uso de áreas aeroportuárias e de filiais da VarigLog, marcado pela 1ª Vara de Falência e Recuperação de São Paulo, realizado nesta segunda-feira, foi um fracasso. Não apareceu nenhum comprador. A VarigLog suspendeu suas operações em fevereiro deste ano, além dos contratos de trabalho dos funcionários.

O leilão envolveu as marcas, os ativos, terrenos e a concessão da empresa nos aeroportos brasileiros, como o Internacional de Guarulhos, Galeão e Viracopos (Campinas, interior de São Paulo). .Apenas a concessão para o Aeroporto de Congonhas estava fora da lista.

A primeira opção, com lance mínimo de R$ 40 milhões, eram terreno, certificado de homologação da empresa de transporte aéreo e os contratos de área de uso aeroportuário. O segundo pacote do leilão continha as marcas de titularidade e os contratos de concessão. O lance mínimo era de R$ 30 milhões. A terceira opção incluiu as marcas, com R$ 31,7 milhões de lance mínimo.

Segundo o leiloeiro oficial Sérgio Villa Nova de Freitas, a falta de interessados surpreendeu. Ele havia feito contato e enviado documentos sobre o leilão para várias empresas nacionais e até internacionais.

- Agora o juiz deve chamar os credores, fazer uma nova assembleia e programar um novo leilão.

Pretendemos que o novo leilão tenha mais divisões, mais lotes - disse o leiloeiro.

Embora surpreso com a ausência de interessados, ele admite que o pequeno número de consultas sobre o leilão dava indícios de que o interesse poderia ser pequeno.

Fonte: Extra