No encontro do G20, presidente Lula pede ‘nova arquitetura’ financeira mundial

É hora da criação de novas regras, que garantam uma maior inclusão dos países emergentes

O presidente Luiz In?cio Lula da Silva afirmou neste s?bado (8), na abertura do encontro do G20, em S?o Paulo, que ? preciso construir uma ?nova arquitetura financeira mundial? que aumente o controle sobre os mercados. Segundo ele, a f? cega de que o mercado podia seguir sem interven?es caiu como ?um castelo de cartas?. Por isso, ? hora da cria??o de novas regras, que garantam uma maior inclus?o dos pa?ses emergentes.

Segundo Lula, que falou antes do in?cio da reuni?o dos ministros das Finan?as e presidentes dos bancos centrais de 20 pa?ses, o G7 - grupo que re?ne as sete maiores economias do mundo (EUA, Canad?, Reino Unido, Jap?o, It?lia, Fran?a e Alemanha) n?o tem mais condi?es de determinar sozinho os rumos da economia mundial. ?A contribui??o dos pa?ses emergentes ? tamb?m essencial."

De acordo com o presidente Lula, a falta de controle nos mercados permitiu que ?especuladores tivessem lucros excessivos?, investindo dinheiro que n?o tinham em ?neg?cios mirabolantes?. Ele afirmou que os maiores defensores da liberdade dos mercados se viram obrigados a pedir ?desesperadamente? a ajuda dos governos quando ficaram sem dinheiro.

Ele afirmou que ? necess?rio definir medidas de preven??o para que os mercados n?o voltem a sair do controle e gerem uma nova crise. ?Neste contexto, o G20 tem muito a contribuir. ? um f?rum de di?logo representativo que congrega pa?ses ricos e emergentes?, lembrou, ressaltando que o ?grupo dos vinte? representa melhor as necessidades da economia mundial do que o G7.

O presidente lembrou tamb?m que a escassez de cr?dito originada nos pa?ses desenvolvidos deixou as economias em desenvolvimento menos capitalizadas, afetando mesmo na?es como o Brasil. ?Os empr?stimos ficaram mais caros (no pa?s)?, ressaltou. Outro reflexo, disse ele, foi a sa?da de investidores estrangeiros das bolsas de na?es emergentes para cobrir preju?zos originados nos pa?ses desenvolvidos.

Lula ressaltou que uma a??o coordenada, com a participa??o do G20, afastar? a possibilidade de na?es adotarem medidas unilaterais que s? prolongariam a crise. O presidente disse ainda que a crise de 1929 ?deve servir de alerta para todos n?s?. Na ?poca, segundo Lula, a?es protecionistas de certos pa?ses s? fizeram aumentar a depress?o econ?mica e causar desconfian?a em investidores.

Fonte: g1, www.g1.com.br