Nova regra para financiar imóvel com a Caixa entra em vigor

Na prática, o banco reduziu o teto de financiamento, o que, consequentemente, exige um valor de entrada maior para fechar um contrato.

Image title

As novas regras da Caixa Econômica Federal (CET) para financiamento de imóveis usados com recursos da poupança entram em vigor a partir desta segunda-feira. Na prática, o banco reduziu o teto de financiamento, o que, consequentemente, exige um valor de entrada maior para fechar um contrato.

A mudança não atinge os financiamentos pelo programa Minha Casa, Minha Vida, e os realizados com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) – que permite financiar imóveis de até R$ 750 mil em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal, e de até R$ 650 mil nos demais Estados -, o financiamento máximo, que era de 80% do valor do imóvel, passa a ser de 50%.

Neste caso, por exemplo, na compra de um imóvel de R$ 500 mil, o consumidor terá de dar um valor de entrada de R$ 250 mil para financiar os demais 50% com a Caixa. Antes, a entrada seria de R$ 100 mil, já que o financiamento poderia ser de até 80% do valor do imóvel.

Já pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) – utilizado na aquisição de imóvel cujo valor ultrapassa R$ 750 mil -, o teto de financiamento deixa de ser de 70% e passa para 40%.

Numa compra de valor de R$ 1 milhão, será necessária uma entrada de R$ 600 mil para financiar os demais 40%. Pelas regras anteriores, o financiamento seria firmado com uma entrada de R$ 300 mil, uma vez que era possível financiar 70% do valor.

Fonte: Terra