Número de cheques sem fundo no Brasil é o menor em seis anos

Número de cheques sem fundo no Brasil é o menor em seis anos

Volume de devoluções de outubro registra queda e fica em 1,56%, segundo Serasa.

A inadimplência com cheques registrada entre janeiro e outubro deste ano ficou em 1,78% e atingiu o menor patamar para o período nos últimos seis anos, segundo informou a Serasa Experian nesta quinta-feira (18). Antes, o recorde pertencia ao ano de 2004, quando 1,58% dos cheques foram devolvidos nos dez primeiros meses do ano.

Em outubro, segundo a Serasa, 1,56% dos cheques compensados foram devolvidos ? o menor nível desde janeiro de 2005, quando houve 1,53% de devoluções.

A diminuição dos calotes com cheques está relacionada à preferência do consumidor em utilizar cartões de crédito, tanto nas vendas à vista quanto nas vendas a prazo, de acordo com a Serasa.

A entidade explica que o cartão de crédito está mais presente na vida do consumidor por causa das facilidades e aceitação, pela facilidade de pagamento do valor mínimo da dívida (no rotativo) e por financiar as compras em prazos cada vez mais longos.

A queda no uso do cheque não está ligada a nenhuma conjuntura econômica, mas sim a um novo hábito do consumidor, diante do endividamento crescente.

O calote com cheques deverá continuar caindo neste ano e nos primeiros três meses de 2011, segundo a Serasa.

Estados

Os consumidores do Amapá foram os que mais deram calote com cheques, com 10,93% de devoluções. Por outro lado, São Paulo foi o Estado com o menor percentual, de 1,34%.

Fonte: R7, www.r7.com