OGX, de Eike Batista, conhecia seus problemas desde outubro, diz jornal

Em relatório apresentado á Agência Nacional de Petróleo (ANP), a empresa já admitia que poderia ter problemas de produção

A OGX, petroleira do grupo EBX, do empresário Eike Batista, já sabia dos problemas de produção no campo de Tubarão Azul, na bacia de Campos, desde outubro de 2012, de acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo publicadas nesta terça-feira.

Em relatório apresentado á Agência Nacional de Petróleo (ANP), a empresa já admitia que poderia ter problemas de produção. Em resposta à questionamento da Comissão de Valores Mobiliário (CVM), a OGX afirmou que os estudos sobre os campos de petróleo terminaram "muito recentemente" e "concluíram pela não viabilidade econômica do desenvolvimento desses campos com a tecnologia hoje existente", sem citar a data em que teve ciência da informação.

Fonte: Terra