OGX, de Eike Batista, despenca 16% e faz Bolsa fechar em queda pelo 3º dia

Os negócios movimentaram R$ 4,8 bilhões.

A forte queda das ações da OGX (OGXP3), de Eike Batista, fez a Bovespa fechar em queda pelo terceiro dia seguido nesta quinta-feira (26). O Ibovespa, principal índice da Bolsa, perdeu 0,88%, a 53.782,97 pontos.

A ação da OGX recuou 16,22%, para R$ 0,31. O jornal "Valor Econômico" publicou uma reportagem afirmando que a empresa não deve pagar a remuneração de US$ 45 milhões aos detentores de bônus da companhia, previsto para 1º de outubro.

O dólar comercial fechou em alta pelo segundo dia seguido; a moeda norte-americana ganhou 0,75%, a R$ 2,246 na venda.

Dados econômicos otimistas dos Estados Unidos deixaram os investidores apreensivos, porque o banco central de lá, o Federal Reserve, já anunciou que deve começar a reduzir seu estímulo econômico quando a economia der sinais de recuperação.

Ações de destaque

Além da forte queda da OGX, foram destaques de baixa na Bovespa nesta quinta a Cesp (CESP6), que caiu 3,13%, a R$ 23,25, e a Oi (OIBR3), que perdeu 3,02%, a R$ 4,82.

Também fecharam em queda as ações da TIM (TIMP3), recuando 2,47%, a R$ 10,25 e da Eletropaulo (ELPL4), cedendo 2,11%, a R$ 8,80.

Na ponta oposta, a ação da CSN (CSNA3) saltou 3,07%, a R$ 9,74; a Gol (GOLL4) fechou com alta de 2,7%, a R$ 10,64, e a Usiminas (USIM3) teve ganhos de 2,36%, a R$ 10,43.

Por sua vez, nem mesmo o anúncio de que podia ter descoberto uma grande reserva de petróleo em Sergipe fez com que as ações da Petrobras fechassem em alta. O papel preferencial (PETR4), que dá prioridade na distribuição de dividendos, caiu 1,12%, a R$ 18,59.

Os negócios movimentaram R$ 4,8 bilhões.

Fonte: UOL