Oi e Vivo fazem acordo de ampliar mensagens SMS a cobrar no Brasil

Oi e Vivo fazem acordo de ampliar mensagens SMS a cobrar no Brasil

O serviço foi lançado pela Oi e pela Vivo com preço de R$ 0,45 por mensagem

A Oi fechou hoje acordo com a Vivo para ampliar a oferta do seu serviço de mensagens de texto (SMS) a cobrar, que foi lançado pela operadora em 2008. A Oi já mantinha acordos com a TIM e a CTBC e negocia uma parceria semelhante com a Claro, do grupo América Móvil.

"A base de usuários pré-pagos é bem relevante, por isso a procura por novos contratos de interconexão para ampliar a oferta de serviços", afirma Gustavo Alvim, gerente de produtos e mobilidade da Oi. Em novembro, a operadora também passou a oferecer a esses assinantes um pacote de internet móvel pré-paga para uso em tablets e computadores.

Em outubro, a Oi possuía uma base de 41,16 milhões de usuários de celulares pré-pagos, de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Os acordos de interconexão permitem às operadoras ampliar a oferta dos serviços a outros usuários. As empresas também mantêm parcerias para a oferta de serviços mais tradicionais, como torpedo tradicional (SMS) e mensagem multimídia (MMS).

No caso do SMS a cobrar, receita é obtida com a cobrança de taxa para conectar o celular de uma tele ao aparelho de outra e com o recebimento pelo SMS a cobrar enviado e aceito. O serviço foi lançado pela Oi e pela Vivo com preço de R$ 0,45 por mensagem.

As companhias não informam qual a expectativa de receita gerada com esse serviço. O último relatório Monitor Acision de VAS Móvel (Mavam), publicado em fevereiro deste ano pelas consultorias Acision Innovation Assured, Quanti e Convergencia Research, indicou que o envio de SMS triplicou no Brasil em um ano, para 14,1 bilhões de mensagens no terceiro trimestre de 2011. Em receita, houve incremento de 14%, para R$ 964 milhões. Os serviços de SMS representam aproximadamente 7% da receita total das operadoras de telefonia móvel.

Fonte: UOL