Oléos mais pesados da Petrobras podem ser pocessados no Japão

Empresa avalia planos para mudar produção no local, hoje dedicada a óleos leves Reuters.

A Petrobras pode mudar os planos para processar mais petróleo pesado em sua refinaria em Okinawa, atualmente dedicada a óleos mais leves, disse o principal executivo da companhia nesta segunda-feira.

A Petrobras considerou melhorias que incluem a construção de uma unidade para processar petróleo pesado em refinarias da ilha no sul do Japão, mas adiou os planos no início deste ano. Desde o anúncio dos planos da Petrobras para o Japão os descontos entre o petróleo pesado e o leve diminuíram, com o petróleo pesado subindo uma vez que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que produzem mais óleo leve, reduziram a produção. Segundo José Sérgio Gabrielli, presidente da estatal, disse a jornalistas, "o que nós estamos fazendo agora em Nansei Sekiyu é reavaliar o plano de investimento".

- Nós precisamos de algum investimento na refinaria, mas (o plano inicial) provavelmente precisará ser mudado para levar em consideração o mercado de refino. No último ano, a Petrobras assumiu o controle da Nansei Sekiyu K.K., refinaria que opera com capacidade de 100 mil barris por dia.

Fonte: R7, www.r7.com