OSX, de Eike, tem R$ 4,5 bi em dívidas e 373 credores, segundo publicação

90% do valor total da dívida se concentra em apenas dez credores

A empresa de construção naval do grupo do empresário Eike Batista, a OSX (OSXB3) deve R$ 4,531 bilhões a 373 instituições diferentes, segundo reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo". O jornal teve acesso à lista de credores da empresa apresentada no processo de recuperação judicial.

90% do valor total da dívida se concentra em apenas dez credores. Encabeça a lista o Senior Secured Bonds OSX-3 Leasing, que tem R$ 1,1 bilhão em dívidas a receber; seguido pelo Sindicato OSX-2 Leasing, com R$ 956,4 milhões a receber.

Estas dívidas são garantias dadas pela OSX Brasil aos empréstimos obtidos no exterior para a construção de duas plataformas. Os empréstimos foram contraídos pela subsidiária estrangeira OSX Leasing, que ficou de fora do processo.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), para quem a OSX deve R$ 555 milhões, aparece em terceiro na lista de credores. Para a Caixa Econômica Federal, a empresa deve R$ 462,8 milhões.

Na lista dos mais de 300 credores do estaleiro estão desde a agência de classificação de risco Standard & Poor"s até o Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

Recuperação judicial

A OSX foi a segunda empresa do grupo de Eike que entra com pedido de proteção judicial em menos de duas semanas.

No fim de outubro, a petroleira OGX (OGXP3), que já foi a principal empresa de Eike, entrou com pedido de recuperação judicial, depois de meses de negociação, sem acordo, com seus credores. É o maior processo de recuperação judicial já feito no Brasil.

A OSX, cujos ativos incluem um estaleiro inacabado no Porto de Açu, no norte do Rio de Janeiro, é uma das principais credoras da OGX. Quase todos os negócios da OSX dependem da OGX, uma vez que a empresa de construção naval foi criada para fornecer plataformas de produção à petroleira.

A recuperação judicial, antiga concordata, é uma opção para empresas que estão em crise, mas acreditam ter chances de sobreviver se forem acionadas algumas medidas.


OSX, de Eike, tem R$ 4,5 bi em d咩idas e 373 credores, segundo jornal

Fonte: UOL