Páscoa traz melhorias dos lucros na produção e vendas de chocolate; veja!

Páscoa traz melhorias dos lucros na produção e vendas de chocolate; veja!

No período da Páscoa que a paixão das pessoas por chocolate parece se elevar à máxima

É próximo ao período da Páscoa que a paixão das pessoas por chocolate parece se elevar à máxima potência e é também neste período que os empreendedores do chocolate aproveitam a criatividade para encantar e deliciar com os ovos de chocolate.

Danniela Carvalho começou fazendo os típicos bombons de chocolate para vender entre os colegas de faculdade para ganhar aquela ?graninha extra? ou sob encomenda, que começou ainda em 2009. Mas com o cres-

cimento dos objetivos, cresceram também os negócios e a linha de produtos fabricados por ela.

?O desafio de montar meu casamento e mobiliar minha casa fez com que eu aumentasse a produção e trabalhasse mais na divulgação do meu produto através das redes sociais. Assim surgiu o negócio e, desde então, tenho clientes fidelizados que sempre buscam por meus chocolates caseiros, seja para aniversários, chás de bebê, formatura, dia das mães, namorados e, a data mais movimentada do ano, a Páscoa?. Para a Páscoa deste ano ela vai investir no sucesso do ano anterior, que são os ovos de colher .

A maravilha gastronômica é feita com a casa de chocolate em formato de ovo, mas possui recheio à escolha do cliente, como brigadeiro, coco, castanha, ameixa e morangos, por exemplo, que devem ser comidos com uma colher, mesmo. Danniela garante também que os ?ovos de colher? fazem sucesso por serem personalizáveis. ?A grande procura pelo nosso chocolate se deve não somente ao caráter diferencial do produto, mas também pelo preço amigável. Buscamos manter uma tabela de preço bem acessível para vários públicos, e nossos produtos de Páscoa variam de R$ 9,00 a R$ 80,00. Desta forma, complemento minha renda, e é possível reservar um dinheiro a mais para investir na educação e lazer do meu filho, assim como poupar para situações emergenciais?. Diante da experiência como empreendedora ?caseira?, ela aconselha novos empreendedores no mesmo formato.

?Inovar, buscar entender o seu cliente, dar atenção, investir em marketing nas redes sociais e trabalhar com produtos de qualidade, pois cliente satisfeito compra mais vezes. Outra coisa é estudar sobre o seu produto ou trabalho, ter senso autocrítico e se perguntar: ?Eu compraria esse produto? Eu pagaria isso por ele? É bom mesmo? Outra lição é: faça o que gosta, com amor e dedicação, os resultados serão positivos e eles sempre vêm na hora certa?, disse a empreendedora.



Brownie na Páscoa: negócio diverso

Brownie na Páscoa é a proposta da estudante de Enfermagem e agora empreendedora Karoline Neco, 26 anos, que aproveitou a sua elogiada receita daquele bolinho de chocolate para complementar a renda. Foi também entre os colegas da faculdade que ela começou a fazer as primeiras vendas.

Hoje, conta com 10 pontos de venda fixos, quatro colaboradores, serviço delivery e uma marca cheia de criatividade e cheia de clientes satisfeitos. ?O que aprendemos com o negócio é ter paciência, exemplo disso, foi os dois meses que levamos para acertar na receita ideal para o brownie.

As outras dicas são investir em redes sociais para vender o seu produto, usar os melhores produtos e estar sempre disponível para o cliente. Também não se preocupe em ter lucros imediatos. No início é só investimento e conquistar clientes?.

Para a Páscoa, a produção será especial. Apesar de ter o brownie tradicional como centro do seu negócio, no período mais ?chocólatra? do ano ela deve investir em embalagens personalizadas e algumas adaptações na comunicação visual dos produtos, com imagens e brindes de coelhinhos.

Entretanto, ela aguarda o fim do processo de sua nova invenção, que é o ovo de brownie. ?Este é complexo de fazer, mas esperamos lançar ainda este mês a novidade?.

Com o sucesso das vendas, cerca de 100 brownies por dia, toda a família e o namorado se envolveram no negócio, que tem o irmão Wenney Neco como um dos maiores apoiadores, diretor comercial, responsável pelo serviço de entrega.

E como ela o define, ?faz tudo?. ?Mesmo com ajuda, já está difícil conciliar a minha faculdade com o negócio, mas toda a minha família já está usufruindo os lucros do brownie hoje?, destacou Karoline Neco.

Consultoria do Sebrae ensina como buscar capacitação

Para que os pequenos empreendimentos se expandam e tenham sucesso além da Páscoa, o gerente da Unidade de Atendimento Individual e Empresarial do Sebrae, Francisco Holanda, ensina a buscar capacitação em gestão.

"Ter conhecimento, buscar informações sobre o funcionamento de um negócio, além de ter planejamento estratégico são fundamentais para o sucesso", disse Holanda.

Ele recomenda ainda a legalização do negócio quando possível e conhecimento sobre legislação, reforçando que o Sebrae pode oferecer total apoio para a formalização e consultoria. "Mas o principal de tudo é a capacitação sobre a condução de uma empresa e sobre a atividade que realiza", finalizou. (S.R.)

Fonte: Samira Ramalho