Período da Quaresma aquece venda de peixes

Período da Quaresma aquece venda de peixes

Com a chegada da Quaresma o consumo de peixe é intensificado por conta do jejum dos católicos

O consumo de peixes tem um aumento considerável durante o período da Quaresma, que já começou para os católicos. No período de 40 dias a Igreja Católica orienta os fiéis a não consumir carne vermelha às quartas e sextas-feiras e, como alternativa, sugere que as pessoas consumam o peixe. Quem comemora são os vendedores de pescados que vêem na chegada da tradição uma oportunidade de fazer boas vendas e incrementar os lucros. O volume de vendas chega a ser 30% maior neste período em relação aos meses comuns.

Nesta primeira semana da Quaresma, o Mercado do Peixe que fica localizado no bairro Recanto das Palmeiras, zona Sudeste da capital, já registrou um intenso movimento e os vendedores confirmaram o crescimento nas vendas. Para o comerciante Helder Alves, embora muitas pessoas não sejam freqüentadoras da igreja, a tradição católica ainda é muito forte na cidade. ?O movimento melhorou muito nessa semana, o preço está bom e a expectativa é que a procura do consumidor aumente ainda mais e a tendência é se tornar cada vez maior até a chegada do período da Semana Santa?, revela animado o vendedor que espera ter boas vendas.

Católica praticante, a dona de casa Maristela Ferreira Galvão, 42, é uma das consumidoras que não dispensa que se cumpra a tradição em sua casa. ?Sempre venho comprar o peixe para substituir a carne na quarta e sexta feira nesse período da Quaresma?, afirma. Até mesmo algumas pessoas que não tem o hábito de consumir peixe nos dias comuns aderem ao jejum da carne, fato comemorado por muitos dos comerciantes que possuem boxes no Mercado do Peixe. ?Não tenho do que reclamar. Temos vários tipos de pescados como piau, tambaqui, pescada amarela, sardinha, merluza e muitos outros?, revela o vendedor Francisco Sousa. (M.R)

Fonte: Mar­ci­la­ny Rod­ri­gues