Pesquisa mostra que cesta básica fica mais cara em todo Brasil

Pesquisa mostra que cesta básica fica mais cara em todo Brasil

Em São Paulo a cesta fechou o décimo primeiro mês do ano como a mais cara do País

Em novembro, a cesta básica ficou mais cara para o consumidor em todas as 17 capitais brasileiras analisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

A maior alta foi registrada em Manaus, que viu o preço do conjunto de alimentos avançar 9,28% no mês frente a outubro.

De acordo com os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgados nesta quinta-feira (2), além da capital amazonense, entre as cidades com os maiores aumentos estão Fortaleza (8,03%), Vitória (6,70%) e Brasília (5,57%).

As menores variações, por outro lado, ficaram Porto Alegre (1,04%), Belém (2,02%) e Natal (2,42%).

Valores

Segundo o levantamento, na cidade de São Paulo a cesta fechou o décimo primeiro mês do ano como a mais cara do País, custando R$ 264,61. Em seguida, vem o conjunto de alimentos de Manaus (R$ 250,56) e Porto Alegre (R$ 249,78).

O menor valor, por outro lado, ficou com Aracaju (R$ 179,78), seguida por João Pessoa (R$ 193,49), conforme é possível verificar na tabela a seguir:

Manaus R$ 250,56 9,28% São Paulo R$ 264,61 4,26%

Variação anual

Considerando o acumulado deste ano frente ao mesmo período do ano passado, todas as capitais pesquisadas registraram aumento nos valores das cestas. Goiânia (23,79%), Recife (20,44%) e Fortaleza (18,05%) registraram os maiores acréscimos.

Fonte: MSN, www.msn.com.br