Pesquisa revela estabelecimentos mais vantajosos

Pesquisa revela estabelecimentos mais vantajosos

Os consumidores já percebem o aumento de alguns produtos nos supermercados de Teresina.

Os consumidores já percebem o aumento de alguns produtos nos supermercados da capital. Alguns itens essenciais no prato do teresinense apresentaram um leve aumento nesta semana e o fato pode ser confirmado ao compararmos a pesquisa atual e a realizada na semana anterior. Contudo, ao utilizar a pesquisa de preços realizada pela equipe de reportagem do Jornal Meio Norte nos principais supermerados e atacados, o consumidor tem em mãos um verdadeiro mapa da economia.

Na pesquisa semanal realizada nas quatro principais redes de supermercados da capital tivemos as posições mantidas equilibradas. Os supermercados Hiper Bompreço e Extra vêm se revezando na primeira e segunda colocações. Esta semana a primeira posição, como o estabelecimento mais vantajoso para o consumidor realizar suas compras, temos o Extra com total de R$ 278,15. Em seguida, ocupando a segunda colocação em economia, temos o Hiper Bompreço, com total de R$ 279,90 para os itens pesquisados. Em terceiro lugar temos o Pão de Açúcar com total de R$ 288,44. Ocupando o posto de supermercado menos vantajoso, com os preços mais caros para a lista pesquisada, está o Comercial Carvalho (R$ 296,94).

ATACADOS - A ?dança das cadeiras? na pesquisa dos atacadistas continua. O Atacadão Carrefour retomou a primeira posição, com a soma de R$ 74,41. Apenas R$ 0,88 atrás aparece o Maxxi (R$ 75,29), que havia ficado em primeiro lugar na semana passada. O Carvalho Mercadão ficou novamente em terceiro lugar (R$ 79,72) e o Makro aparece na última posição, com R$ 83,77. A diferença do mais caro para o mais barato, que na semana passada passou dos R$ 10, caiu um pouco e alcançou R$ 9,36 nesta edição do levantamento de preços.

Ao fazer compras em estabelecimentos atacadistas ou que utilizem a lógica do ?atacarejo?, os consumidores precisam ter cuidados especiais, já que empilhadeiras e outros aparelhos para movimentação de cargas e mercadorias são frequentemente vistos nos corredores. Só que nem todo mundo tem o cuidado de manter uma postura de segurança nos atacados.

Normalmente são usadas correntes de interdição quando uma empilhadeira está em uso, mas há os que acabam não respeitando essa orientação de segurança, transpondo-as. Em um dos atacadistas, uma área encontrava-se isolada para a reforma de um pequeno pedaço do piso, mesmo assim vários clientes foram vistos adentrando o local.





Fonte: Marcilany Rodrigues