Petrobras anuncia lucro líquido recorde de R$ 33 bilhões em 2008

A Petrobras obedeceu à determinação da Comissão de Valores Mobiliários

A Petrobras registrou lucro líquido recorde de R$ 33 bilhões em 2008, segundo dados divulgados pela empresa nesta sexta-feira (6).

O valor foi calculado conforme novas regras contábeis brasileiras, determinadas pela lei 11.638/2007.

A Petrobras obedeceu à determinação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de que o resultado acumulado no ano passado teria de ser apresentado conforme as novas regras contábeis. No entanto, não forneceu números de comparação nesse critério.

Pelas regras antigas, o lucro da Petrobras alcançou R$ 33,915 bilhões, valor 58% superior ao verificado em 2007, de R$ 21,512 bilhões. O crescimento ocorreu em razão do aumento da produção, conforme anunciado pela empresa na apresentação dos resultados financeiros e operacionais de 2008.

"A empresa conseguiu ganho adicional a partir de sua produção, que cresceu, e do aumento dos preços", informou o diretor financeiro e de relações com investimentos, Almir Guilherme Barbassa.

O Ebitda, ou seja, o ganho obtido com as atividades da empresa, sem considerar flutuação de capital de giro e efeitos financeiros e tributários, subiu 14%, para R$ 57 bilhões.

Gastos com refino

A Petrobras informou ainda que perdeu US$ 3,5 bilhões para enviar petróleo para refino no exterior. "Se a gente trabalhasse adequadamente o refino no Brasil, poderia aumentar a margem de lucro."

Barbassa disse ainda que a empresa estpa investindo em refinarias para mudar a situação.

Dados anteriores

Ainda nesta sexta, a Petrobras anunciou que sua produção diária de petróleo no Brasil bateu um novo recorde na última quarta (4), quando foram extraídos 2.012.654 barris, superando em 12.420 barris a marca anterior, que havia sido registrada no dia 25 de dezembro de 2007.

Segundo comunicado divulgado pela empresa, a principal responsável pelo novo recorde é a entrada em operação de três novas plataformas localizadas na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro (P-51, P-53 e Cidade de Niterói).

Há um mês, a empresa havia informado que os investimentos bateram recorde no ano passado. Foram R$ 53,3 bilhões no ano passado, um aumento de 18% frente aos R$ 45,2 bilhões de 2007.

Fonte: g1, www.g1.com.br