Petrobras já produziu no Pré-sal 118 milhões de barris de oléo; saiba

Petrobras já produziu no Pré-sal 118 milhões de barris de oléo; saiba

Produção da Petrobras no pré-sal subiu 148% desde janeiro de 2011.

A produção média da Petrobras nas áreas do pré-sal mais que dobrou de janeiro de 2011 para novembro deste ano, passando de 85 mil barris de óleo equivalente por dia (BOE/dia) para 211 mil barris BOE/dia. A afirmação foi feita há pouco pelo gerente-executivo do pré-sal da área de Exploração e Produção da Petrobras, Carlos Tadeu Fraga. De acordo com o executivo, a expectativa da companhia é que a média diária em 2012 fique em torno de 211 mil BOE.

Somando Bacia de Santos e Bacia de Campos, Fraga destacou que desde o início da produção da companhia nas áreas do pré-sal, em setembro de 2008, até novembro deste ano, a Petrobras já produziu um volume total de 118 milhões de barris de óleo equivalente nessas áreas.

Segundo Fraga, o Piloto de Lula, na Bacia de Santos, está produzindo em quatro poços de 90 mil a 100 mil barris de petróleo por dia (bpd). "Existem outros poços perfurados que serão interligados brevemente [no Piloto de Lula]", disse Fraga.

A Petrobras perfurou até agora 32 poços exploratórios no pré-sal da Bacia de Santos, segundo Fraga. De acordo com o executivo, o índice de sucesso exploratório desses poços juntos foi de mais de 90%. Somando o pré-sal da Bacia de Santos e de Campos, o total de poços perfurados chega a 73 poços, com mais de 80% de sucesso.

Segundo Fraga, a Petrobras tem até agora um volume total declarado de óleo equivalente recuperável de 15,4 bilhões BOE até o fim de 2011, somando o total de declarações de comercialidade dos campos de Lula, Iracema, Sapinhoá e dos campos da cessão onerosa, todos na Bacia de Santos.

O Plano de Negócios da Petrobras 2012-2016 prevê investimentos totais de US$ 69,6 bilhões nas áreas do pré-sal, sendo US$ 58,9 bilhões na Bacia de Santos e US$ 10,7 bilhões na Bacia de Campos. Segundo Fraga, somando os investimentos de parceiros que atuam junto à Petrobras no país, os investimentos devem chegar a um total de US$ 90 bilhões no período.

Fonte: UOL