Petroleira de Eike Batista faz acordo com Cade para pagar R$ 3 milhões

Segundo a publicação, a infração ocorreu na compra de uma participação num bloco de petróleo em novembro

A OGX, petroleira de Eike Batista, fez um acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para escapar de uma multa pela prática de "gun jumping", que ocorre quando uma venda é consumada antes da anuência do órgão, de acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo publicadas nesta quinta-feira.

Segundo a publicação, a infração ocorreu na compra de uma participação num bloco de petróleo em novembro. A empresa vai pagar os R$ 3 milhões em três parcelas. No acordo, a empresa reconhece que cometeu o delito e fica livre de uma pena que poderia chegar a R$ 60 milhões.A transação se refere à compra de 40% de participação no bloco BS-4, na bacia de Santos, que pertencia à Petrobras, por US$ 270 milhões.

Fonte: Terra