Exportações devem crescer 10% no Piauí

A expectativa é do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Francisco Reinaldo.

O Piauí deve aumentar as exportações em até 10% este ano. A expectativa é do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Francisco Reinaldo. ?A tendência é que esse segundo semestre aponte índices melhores em todos os itens, fechando o ano com uma porcentagem superior à do ano passado?, explicou Reinaldo.

ressaltou que o crescimento das exportações em agosto ? que alcançou um superávit de R$ 2, 2 milhões - já estava ?previsto? e é reflexo de um ?crescimento geral da economia piauiense?. O Estado já importou R$ 128.557 milhões entre janeiro e agosto deste ano e exportou de outros países R$ 94.041 milhões. Em 2009, no mesmo período, a importação foi de R$ 40.333 milhões e a exportação foi de R$ 110.752 milhões.

A diferença entre importação e exportação ainda é negativa em 34% mas deve ser revertida até dezembro. É o que espera o secretário: ?Queremos ampliar as exportações em torno de 10%?, frisou. O ano passado fechou com uma balança favorável ao Estado, registrando R$ 167.466 milhões em exportação e R$ 68.477 milhões em importação, totalizando um saldo positivo de R$ 98.989 milhões.

Entre os principais produtos que o Piauí exportou para outros países em 2010 estão trilhos de aço, fios de cobre, artigos e equipamentos eletrônicos. As exportações, por outro lado, se concentram em mercadorias primárias, como grãos de soja, ceras vegetais, mel natural, pilocarpina, castanha de caju, fresca ou seca, algodão, lagostas, pedra para calcetar meio-fio e quartzitos.

O Piauí importou R$ 37 milhões da Polônia nos oito primeiros meses do ano, R$ 24 milhões da China e R$ 18 milhões da Rússia. Em seguida aparece a Itália, África do Sul, Turquia, Chile e Estados Unidos.

Entre os países que mais exportaram do Piauí, a China lidera com R$ 27 milhões, seguida dos Estados Unidos, com R$ 13 milhões e Alemanha, com R$ 11 milhões. Japão, Espanha, Arábia Saudita, Tailândia, Holanda, Hong Kong e Itália também completam a lista dos principais exportadores de mercadorias piauienses. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte