Piauí tem os municípios que mais se desenvolveram no Brasil

Os municípios Boa Vista do Piauí e Juazeiro do Piauí estiveram no topo de grande melhoria

O Piauí foi destaque nacional Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal, calculado pela Federação das Indústrias do Rio. Os dados publicados no jornal Folha de São Paulo na edição de domingo, 23 de agosto, mostraram que o crescimento econômico do país em 2006 reduziu a desigualdade do grau de desenvolvimento entre as cidades brasileiras. Os municípios Boa Vista do Piauí e Juazeiro do Piauí estiveram no topo da esteira entre os os municípios que mais melhoram, com variação de de 44,5% e 43,3% respectivamente.

Os dados permitem a orientação de ações públicas e acompanhamento do impactos sobre o desenvolvimento dos municípios. O IFDM considera, com igual ponderação, as três principais áreas de desenvolvimento humano: Emprego e Renda, Educação e Saúde.

A leitura dos resultados varia entre 0 e 1 (quanto mais próximo de 1, maior o nível de desenvolvimento da localidade). Em índice calculado pelo segundo ano consecutivo pela entidade, a média nacional de desenvolvimento das cidades subiu 3,47% em 2006 comparado a 2005.

Apesar das cidades estarem menos ?distantes? economicamente , a desigualdade entre os municípios continua grande. O alto desenvolvimento está concentrado no eixo Sul/Sudeste, enquanto Norte/Nordeste apresentam resultado regular. As 27 melhores cidades no ranking estão no Estado de São Paulo, o mais rico do país.

No Piauí o maior índice de desenvolvimento alcançado, calculado com a divisão das três áreas, foi da capital Teresina, que alcançou a 308º colocação a nível nacional. Os municípios de Guardalupe, Água Branca, Monsenhor Gil e Padre Marcos vieram logo em seguida.

Salário mínimo impulsionou a criação de emprego e renda

O bom resultado da pesquisa foi impulsionado pelo critério do emprego e renda, que subiu 9,8%. Saúde e educação ficaram estáveis (o primeiro, com leve alta de 1,6% e o segundo, leve queda de 0,9%). Em Teresina, por exemplo, o índice do IFDM calculado para a geração de emprego e renda se aproximou de 1 (maior nível de desenvolvimento calculado na pesquisa) com índice de 0,8719.

A pesquisa destaca, ainda, que a recuperação do salário mínimo contribuiu indiretamente para a melhora do emprego e renda em cidades pequenas, comprovando a tese da interiorização do desenvolvimento. Entre os 100 melhores municípios, 79 têm menos de 300 mil habitantes. A melhora nas capitais foi de 2,1% (abaixo da média do país).

No Piauí a tendência é a mesma. Entre os 15 com maior IFDM, municípios de pequeno porte é maioria. Depois de Teresina, o município com maior índice foi Guadalupe, com população pouco maior que 10 mil habitantes, de acordo com o último censo calculado pelo IBGE.

VEJA AS 15 CIDADES COM MAIOR ÍNDICE NO PIAUÍ.

1° - TERESINA ? 308

2°- GUARDALUPE- 3077

3º- ÁGUA BRANCA

4º- MONSENHOR GIL- 2957

5º- PADRE MARCOS- 2961

6º- BOM JESUS -3005

7º- LAGOINHA

8º- VALENÇA

9º ANGICAL- 3166

10º- PARNAÍBA

11º- PICOS

12º- HUGO NAPOLEÃO- 3201

13º- OLHO DÁGUA DO PIAUÍ- 3238

14º- BRASILEIRA- 3255

15º ? FRONTEIRAS- 3276

QUANTAS CIDADES MELHORARAM OU PIORARAM NO BRASIL

-MELHOROU- 59,3%

-PIOROU- 40,7%

VEJA AS CIDADES QUE MAIS MELHORARAM DE ACORDO COM O IFDM

CIDADES ...........................................2005...........2006.......VARIAÇÃO

BELA VISTA DO PIAUÍ(PI).................0,3371........0,4870....44,5%

JUAZEIRO DO PIAUÍ (PI)...................0,3257.......0,4666.....43,3%

CACIMBAS(PB) ..................................0,3528.......0,4937....39,9%

CÔNEGO MARINHO(MG)...................0,3966.......0,5460....37,7%

LAGOA DO MATO(MA).......................0,3683......0,4961....34,4%

Fonte: Carolina Durães, Jornal Meio Norte