Polo Empresarial vai gerar 3 mil empregos diretos; veja!

o projeto executivo passou por importantes etapas, que abrangeram desde o mapeamento do terreno até as formas de empresa concorrer a um lote no local

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTE SÁBADO (21) DO JORNAL MEIO NORTE

O ato final de um projeto ousado já está em pleno voo; o Polo Empresarial de Timon chega a última etapa, os trabalhos aceleram-se no intuito de entregar até novembro a obra. Nutrindo altas expectativas, nasce sob uma cidade que almeja um desenvolvimento cada vez mais exacerbado. Na linha de vantagens está o aquecimento da economia, a geração de empregos e planos centrados, que direcionam-se para a evolução de áreas distintas. No apogeu de uma nova esperança, a comunidade celebra os investimentos. O futuro reserva bons momentos e todos querem estar inseridos nesta realidade.

Os esforços para trazer o Polo à Timon foram abruptos; exigiu dedicação completa dos setores da PMT, com a liderança do Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Victor Hugo Almeida e do prefeito Luciano Leitoa. O apoio do Governo Estadual também foi imprescindível, sem a colaboração conjunta, as hastes não se sustentariam com tamanha força.

Lançado em dezembro de 2013, o projeto executivo passou por importantes etapas, que abrangeram desde o mapeamento do terreno para saber o mais viável até as formas de uma empresa concorrer a um lote no local. Esses detalhes foram explicados detalhadamente no Guia do Investidor, oferecido como um perfil do município com orientações para investir em Timon. A organização captou o interesse dos investidores privados para Timon e viabilizou o nascimento de uma obra pioneira. ?Não há precedentes para definir a importância do Polo, ele foi pensado para dar suporte à região dos Cocais e também da grande Teresina, nenhum cidade de toda essa região dispõe de um condomínio empresarial?, limita Victor Hugo Almeida.

Em relação aos números iniciais, cerca de 130 empresas já demonstraram interesse em montar empreendimentos no local, com o número estimado de 3 mil empregos diretos. ?O Polo tem sido pensado para fazer um impacto na economia, o número de ocupações indiretas também deve ser substancial, em torno de 6 mil?, afirma Almeida.

Fonte: Francy Teixeira