Polo Sul recebe três indústrias e gera mais empregos em Teresina

Investimento na ordem de R$ 97 mi e a geração de 3 mil empregos

Os polos industriais de Teresina ganham novas empresas e geram mais empregos. No início deste mês o Polo Industrial Sul recebeu três novas empresas. No total foram nove indústrias instaladas no decorrer do ano, que geram mais de 900 empregos diretos. Isso representa um investimento de R$ 44 milhões. Já o Polo Industrial Norte conta com duas empresas instaladas e terá mais 12 empreendimentos. A expectativa para o setor é de expandir ainda mais.

Segundo o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Fábio Nery (foto menor), o Polo industrial Sul contará com mais novidades no decorrer dos anos. “Além das empresas já instaladas, existem mais 25 em fase de implantação e finalização das obras. As empresas estão investindo R$ 97 milhões e vão gerar três mil empregos com carteira assinada”, afirmou.

Dessa forma, o secretário acredita que Teresina se consolida na geração de emprego e renda. Com isso, a ideia é investir ainda mais no setor. “A instalação de uma empresa na capital proporciona outros benefícios ao longo da vida. Elas fortalecem uma cadeia produtiva, pois elas representam mais o coletivo do que apenas produzir individualmente”, afirma.

De acordo com a Prefeitura de Teresina, as três últimas empresas instaladas na zona sul trabalham com segmentos diversos. Dentre elas, uma indústria do ramo de massa de concreto (investiu mais de R$ 1 milhão) que vai gerar 57 empregos. Além de uma empresa do setor de fabricação de concreto armado, gerando 120 empregos, e uma indústria do ramo de beneficiamento de arroz. A última vai gerar 43 empregos, a partir da produção do Polo Industrial Sul(foto acima).

Polo da Zona Norte ganha indústria de alumínio

O Polo Industrial Norte, localizado na região da Santa Maria da Codipe, também se consolida como um forte ambiente de negócios em expansão. A região está à espera da instalação de 12 empresas de diferentes ramos. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Semdec) os trâmites legais para instalação das empresas já foram iniciados. Dentre os documentos estão a formulação do projeto do polo, além da confirmação das licenças ambientais.

“Já pagamos a taxa e agora estamos aguardando apenas o registro de confirmação, para que as empresas iniciem os processos no Polo Industrial Norte”, afirmou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Fábio Nery

Além disso, a região já conta com duas empresas instaladas. A primeira foi concluída no ano de 2014 e é especializada na fabricação de latas de alumínio para cervejarias, refrigerantes, sucos e chás (o investimento foi de R$ 200 milhões). Além disso ganhou uma empresa do ramo de clonagem de mudas de eucalipto que vai abastecer as empresas que atuam na área de reflorestamento e produção de lenha para indústrias.

Fonte: Djalma Batista e Daniely VIana