População deve ficar atenta ao cadastrar o CPF

sugestão editor

Pagar as compras do dia a dia agora conta com um diferencial. Desde o final do mês de junho o Governo do Estado do Piauí implantou a campanha “A Nota Piauiense Vale uma Nota” que inclui o Cadastro de Pessoa Física (CPF) na nota fiscal. A proposta tem como público-alvo os consumidores e empresários, uma vez que ambas as partes terão garantias de benefícios. No entanto, será se o projeto acontece na prática na capital?

Image title


Segundo dados do portal Nota Piauiense da Secretaria da Fazenda (Sefaz), ao todo 12.792 usuários já cadastraram o CPF no Estado. O número confirma que a maioria da população ainda não aderiu a nova regra. Dessa forma, a campanha chega a fim de proporcionar o interesse dos consumidores para exigir a nota ou cupom fiscal na hora da compra. Para isso, basta o usuário solicitar a inclusão do CPF.


As lojas do centro de Teresina, uma das maiores regiões de compras do Estado, são locais propícios para solicitação da inclusão do documento. Porém, alguns consumidores ainda estão desorientados com a nova prática. “Soube da regra por minha mãe, mas ela não soube me explicar e na loja que eu já fui elas também não me informaram. Fiquei sem saber o que realmente devo fazer e o que ganhar”, conta a professora Virgínia Silva.

Já os lojistas informam que a prática está acontecendo de fato. "Estamos informando os motivos da compra de algo somente mediante o CPF na nossa loja. Claro, sabemos que no início sempre tem estranhamento. Outras pessoas questionam a necessidade de compras a vista precisar do documento. Por isso, explicamos de forma gradativa, rápida e fácil", afirma Gleyson Abreu, responsável pelo setor de vendas de setor de confecção.

O mesmo confirma Ronaldo Câmara, gerente loja de eletrodoméstico, e vai além. "Já fazíamos o trabalho de pedir o número do CPF de nossos clientes. Agora, as pessoas estão pedindo ainda mais depois que a mídia começou a divulgar, inclusive já chegaram pessoas me perguntando sobre isso", diz.

Por isso é preciso que o projeto seja realizado de fato, caso o empresário não cumpra ele pode ser denunciado. Lembrando que além da fiscalização da Sefaz, o contribuinte também pode denunciar as empresas que não estão cumprindo com a lei. Para isso é preciso acessar o site da Sefaz (www.sefaz.pi.gov.br), clicando no item Ouvidoria da Sefaz que podem ser feitas de forma anônima. Além do email [email protected] ou diretamente no portal da Nota Piauiense www.sefaz.pi.gov.br/notapiauiense .


Fonte: Daniely Viana