Por causa da produção de trigo, pão registra 15ª alta consecutiva

Por causa da produção de trigo, pão registra 15ª alta consecutiva

Segundo o Índice de Preços no Varejo (IPV), aferido pela Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo

Alimento presente no café da manhã de boa parte da população, o pão francês tem ficado cada vez mais indigesto. Segundo o Índice de Preços no Varejo (IPV), aferido pela Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), o preço do pão francês e dos demais panificados subiu 0,47% em janeiro, apresentando a 15° alta consecutiva.

De acordo com o levantamento, nos últimos 12 meses, os itens comercializados em padarias já acumulam alta de 9,47%. Além do pão francês, entram nesta conta doces, bebidas, frios e laticínios.

Para a assessoria econômica da Fecomercio-SP, no caso do pão francês, o encarecimento se deve, principalmente, ao fato do Brasil, ao longo de 2010, não ter produzido trigo suficiente para suprir a demanda interna, tendo que importá-lo em um momento desfavorável.

Aliado a isto, a Rússia, maior produtor mundial da commodity, enfrentou uma grande seca, o que elevou os preços no mercado internacional.

Fonte: IG