THE: Por falta dos produtos, os consumidores ficam prejudicados em pesquisa

THE: Por falta dos produtos, os consumidores ficam prejudicados em pesquisa

Itens essenciais estão em falta em alguns estabelecimentos, o que leva o consumidor a procurar os produtos em outro local

A pesquisa do jornal Meio Norte, realizada nos principais atacadistas de Teresina, teve como principal resultado esta semana a falta de produto nas prateleiras destes estabelecimentos. Assim, a pesquisa, que considera como valor final de cada atacado a soma dos produtos encontrados em todos eles, sai prejudicado. Assim como os consumidores, que não conseguem encontrar no mesmo estabelecimento itens essenciais como leite em pó e café solúvel. Esta semana, por exemplo, 11 produtos não puderam entrar na soma geral.

Considerando apenas os itens que entraram na soma geral, o Atacadão voltou ao primeiro lugar no ranking, com valor total de R$ 60,07. O Maxxi, com valor da soma de R$ 62,52, ainda se mostra como seu principal concorrente do Atacadão e ocupa o segundo lugar na pesquisa. O valor final da soma dos produtos deste estabelecimento é R$ 2,45 a mais que a soma do primeiro colocado, por isso se manteve na segunda posição.

Seguindo o Maxxi aparece o Carvalho Mercadão, com soma final de R$ 66,40. O Makro também continuou em quarto lugar, com valor da soma dos produtos de R$ 67,43 e é o atacadista menos vantajoso para os consumidores.

Além da ausência de produtos, a falta de variedade também vem sendo verificada nos atacadistas da cidade. Com um pequeno número de marcas à disposição, o consumidor diminui suas opções de escolha.

SUPERMERCADOS - O supermercado Extra continua, há semanas, em primeiro lugar na pesquisa. Nesta última, o estabelecimento fechou a cesta no valor de R$ 376,91 e com uma pequena diferença de R$ 1,37 em relação ao total obtido na semana passada (R$ 378,28).

Enquanto isso, o Pão de Açúcar, que há muitas semanas era o quarto lugar da pesquisa, se mantém em segundo lugar, desde a última pesquisa, com um total de R$ 387,72, que está um pouco abaixo do total que apresentou na semana passada (R$ 388,87). A diferença entre os dois primeiros colocados, Extra e Pão de Açúcar, ficou na quantia de R$ 10,81.

Já o Comercial Carvalho, terceiro lugar desta pesquisa, apresentou um valor mais caro para a cesta (R$ 397,66) em comparação com a semana passada (R$ 394,81). Por fim, o Hiper Bompreço, que na última pesquisa estava em quarto lugar e com um total de R$ 397,66, continua na mesma posição no ranking e fecha esta semana com uma soma de R$ 402,38, demonstrando, assim, que é o supermercado com o total de preços mais caro para o bolso do consumidor. A diferença entre este estabelecimento e o Extra (primeiro colocado) ficou na quantia de R$ 25,47.













Fonte: Aline Damasceno e Flávia Araújo